A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

09/03/2016 12:19

Em corte de gastos, Sebrae cancela Feira do Empreendedor deste ano

Priscilla Peres
Em 2014, feira reuniu milhares de pessoas em standes com palestras e oficinas.  (Foto: Arquivo Campo Grande News)Em 2014, feira reuniu milhares de pessoas em standes com palestras e oficinas. (Foto: Arquivo Campo Grande News)

O Sebrae de Mato Grosso do Sul não fará a tradicional Feira do Empreendedor este ano. Realizada de dois em dois anos e conhecida por reunir uma grande quantidade de negócios e empreendedores, a falta de recursos financeiros impede que o evento aconteça.

Veja Mais
Balanço mostra que Feira do Empreendedor recebeu 30 mil visitantes
Culinária, tecnologia e beleza são temas de último dia da Feira do Empreendedor

Na última edição, em 2014, a feira contou com a participação de 30 mil pessoas e 230 instituições, com foco no desenvolvimento de ações empreendedoras. Porém, o corte de recursos da União destinados ao Sebrae no ano passado, fez com que o órgão definisse novas prioridades.

De acordo com o superintendente Cláudio Mendonça, a crise financeira pela qual o país passa interferiu nas finanças do Sebrae, que teve que escolher o que deixar de fazer. "Essas iniciativas ao mesmo tempo que atendem ao novo cenário da organização, mantêm e reforçam as soluções oferecidas para o empresário driblar a crise", afirma.

Segundo ele, o foco da instituição continua auxiliar os empreendedores, gerando conhecimento para redução de custos sem que se perca a qualidade no atendimento. "Continuamos a reunir e inspirar empreendedores por meio de diversas capacitações e eventos", ressalta o superintendente.

Apesar de contar com apoio financeiro de instituições e do governo do Estado, o custo para realizar a Feira do Empreendedor é alto. Em 2014, o evento aconteceu no Centro de Eventos Albano Franco, reuniu pessoas de 66 municípios e durou quatro dias.

Números - De acordo com o Sebrae, em 2015, foram atendidas 36.281 pequenos negócios; entre microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP).
Foram 140.384 mil horas em consultorias especializadas para auxiliar clientes "a tirar suas ideias do papel ou inovar; melhorar a gestão e a estrutura do estabelecimento"

Para 2016, o Sebrae afirma que entende que é necessário intensificar a distribuição de ações a todo o estado. Diante disso, tem intensificado o apoio em eventos pelo interior, como a Rota do Desenvolvimento que acontecerá este mês, em Corumbá.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions