A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

27/07/2015 18:46

Em época de crise, governo vai gastar 61% a menos com Festival de Bonito

Priscilla Peres
Governador lançou o festival no início do mês. (Foto:Chico Ribeiro/ Governo MS)Governador lançou o festival no início do mês. (Foto:Chico Ribeiro/ Governo MS)

O governo do Estado vai gastar 61% a menos este ano para fazer o Festival de Inverno de Bonito. Passando por momento de aperto de cinto, os investimentos na festa que somaram R$ 2,441 milhões no ano passado, foram reduzidos para R$ 950 mil neste ano.

Veja Mais
Mais "criativo" e com baixo custo, Festival terá Zeca Baleiro e Chá Noise
Fundação de Cultura ainda não bateu martelo e Festival pode ter atração de fora

A economia se dará graças a redução de um dia de festa e a troca de atrações nacionais, por artistas renomados de MS. Exemplo disso, é que em 2014 o então governador André Pucinelli (PMDB) gastou R$ 719 mil com cachês nacionais, e trouxe para MS atrações como Jota Quest, Lulu Santos e Titãs.

Mais modesto, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) vai investir R$ 214 mil nos cachês nacionais com os artistas Almir Sater, Zeca Baleiro e Sergio Reis e Renato Teixeira. Os valores cobrados por eles são R$ 60 mil, R$ 60 mil e R$ 93 mil, respectivamente.

Por outro lado, o governo do Estado vai gastar mais que o dobro com o cachê de atrações regionais. Nesta edição, serão investidos R$ 79,500 mil com artistas daqui, enquanto que em 2014 o valor somou R$ 36,800 mil.

Em relação a estrutura, o governo afirma que também vai economizar. Passando de R$ 781 mil para R$ 100 mil, de 2014 para 2015. Do montante total, que o Estado afirma que gastará, R$ 850 mil serão de investimentos prórios e outros R$ 100 de recursos da prefeitura de Bonito.

No lançamento do festival, o secretário de Cultura Athayde Nery disse que a festa deste ano está mais enxuta, mas com qualidade. Já o governador disse que "quando tem solidariedade e parcerias, conseguimos diminuir as dificuldades. Não temos grandes patrocinadores como no passado, a gente sabe que é um momento de crise delicado, e neste momento é que tem que se tornar criativo".




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions