A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

01/03/2016 10:23

Empréstimos de lojas com juros de até 15% são armadilha em tempo de crise

Liana Feitosa

Em tempos de , instabilidade econômica, aumento nos preços de produtos e serviços de todos os setores e salários reajustados sem ganho real sobre a inflação, há quem opte por empréstimos em lojas de departamento para sair do vermelho. No entanto, com juros que chegam a 15.90% ao mês, essa alternativa é uma verdadeira cilada que pode acabar de vez com a saúde financeira do consumidor.

Veja Mais
Com preço do ovo de Páscoa, dá para comprar até 5 barras de chocolate
Setor podutivo se reúne com governador e cobra redução de impostos

O alerta é do economista da Valores Consultoria Econômica Tiago Queiroz, especialista em Administração Financeira. "Essas empresas não têm garantia nenhuma de que o consumidor vai pagar o empréstimo, por isso, o juros é muito alto", contextualiza Queiroz.

Dificuldades - "Estamos vivendo em momento de crise. Ou seja, os juros vão continuar aumentando porque vai ser necessário remunerar melhor os investires. Para chamar a atenção de investidores no Brasil, terá que aumentar juros. Ninguém vai querer investir no País se não tiver um juros especulatório", detalha.

O economista explica que a tendência é que a taxa de juros Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) continue subindo, devido ao atual cenário econômico. Esse índice baseia o valor das taxas de juros cobradas pelos bancos no Brasil.

"Se a taxa Selic sobe, todo mundo sobe também. Essas lojas de departamentos não ficam de fora", completa.

O Campo Grande News entrou em contato com três marcas para saber quais são as condições desses empréstimos. Em sua maioria, as lojas oferecem empréstimo de até R$ 5 mil, o valor varia de acordo com análise dos dados do cliente feita na hora.

Em alguns casos, se o empréstimo liberado for de até R$ 3 mil, o consumidor pode sacar o valor no próprio estabelecimento. A aparente facilidade se estende ao fato de que o montante pode ser pago em até 12 vezes. No entanto, para isso, será cobrado juros mensal de 7% a 15.90%.

Por exemplo, um empréstimo de R$ 3 mil, dividido em 12 meses, se transformará em uma conta de R$ 3.450, caso o juros seja de 15%.

Cuidado - "Esse não é um bom momento para fazer empréstimos, principalmente empréstimos como esses, com juros tão altos. Poupar é sempre o melhor, mas, em tempos de crise, poupar é uma necessidade", afirma o economista.

"Os preços estão aumentando, tem inflação, tem aumento da taxa de juros e os reajustes de salários não estão em conformidade com inflação, por isso, não tem existido ganho real nas remunerações. Hoje nós vivemos um momento em que, se não fizermos reservas, certamente teremos problemas", avalia.

Segundo o economista, nos últimos meses as pessoas têm deixado de guardar dinheiro, o que não é um bom caminho, na visão dele. "A poupança não é a alternativa que mais rende ganhos, ela é pra quem está iniciando, mas é uma maneira simples, segura e eficaz de se preservar financeiramente. Na verdade, o que importa não é como a pessoa guarda o dinheiro. Pode ser no colchão, no cofre, no banco, mas o importante mesmo é não deixar de guardar", conclui.




"há quem opte por empréstimos em lojas de departamento para sair do vermelho"
desde quando se sai do vermelho emprestando? O UNICO jeito de sair do vermelho é NÂO gastando. Gastando de forma diferente (comprando a prazo, qual que for que seja o metodo) não ajuda em NADA, só piora a situação, pois compromete renda futura. E, em época de crise, quem garante que daqui a alguns meses entra salario?
Se alguem ta no vermelho, deveria antes de qualquer compra simplesmente perguntar para si mesmo: "eu realmente não posso viver sem comprar isso agora? Ou será que posso comprar isso mais tarde?" se a resposta é que comprando mais tarde também consegue viver, então não compre. Simples assim. As sim um dia vai sair do vermelho.
 
Marc em 01/03/2016 13:52:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions