A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

28/11/2014 11:24

Empréstimos e programas vão elevar gastos mensais em R$ 20 milhões

Luciana Brazil
Governador eleito diz que está preocupado com folha de pagamento. (Foto: Marcos Ermínio)Governador eleito diz que está preocupado com folha de pagamento. (Foto: Marcos Ermínio)

Preocupado com a folha de pagamento do funcionalismo, o governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) disse na manhã de hoje (28) que o impacto, a partir de janeiro, será de R$ 15 a R$ 20 milhões a mais nas contas mensais. Segundo ele, o valor estimado é referente, inclusive, a empréstimos feitos durante o mandato do atual governador André Pucinelli (PMDB) e que começam a valer a partir do ano que vem. Ainda segundo Reinaldo, há o incremento dos programas de cargos e carreiras e aumento do duodécimo dos Poderes.

Veja Mais
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
Dia das Crianças vai movimentar R$ 146 milhões com R$ 119 por presente

Ao falar sobre as medidas para equacionar receita e despesas, Reinaldo garante que não haverá aumento de tributos, mas cortes para evitar gastos.

“Esse é um valor substancial que daria cerda de R$ 260 milhões por ano de comprometimento. Vamos analisar o perfil dessas despesas”, disse.

Entre os empréstimos feitos por Pucinelli, estão, segundo Azambuja, com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e com o Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento). Os valores começam a ser descontados a partir de janeiro.

Reinaldo afirmou que pretende ser cauteloso e lembra que a gestão deverá ter eficiência. “Diminuir” o tamanho do Estado, economizar nos cargos e comissões, melhorar o custeio nos gastos públicos, rever contratos de terceirizados e comprar com custo melhor serão os desafios de seu governo.

Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...
Endividamento das famílias cresce e atinge 58,2%, mostra pesquisa
O endividamento das famílias brasileiras aumentou 0,2 ponto percentual de agosto para setembro deste ano, atingindo 58,2%. Apesar do ligeiro crescime...
Taxa de juros do cheque especial bate novo recorde: 321,1% ao ano
A taxa de juros do cheque especial subiu em agosto. De acordo com informações do Banco Central (BC), divulgados hoje (28), em Brasília, a taxa do che...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions