A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

28/08/2014 14:10

Encontro reúne empresários apoiados por incubadoras em Campo Grande

Luciana Brazil

Mais de 100 pessoas, entre micro e pequenos empresários e representantes de entidades, participaram na manhã de hoje (28), do 1° Encontro de Empreendedores de Campo Grande do Sistema Municipal de Incubação, que aconteceu na Incubadora Tecnológica Francisco Giordano Neto, no Bairro Estrela Dalva, na Capital. O prefeito Gilmar Olarte (PP) participou da solenidade de abertura, acompanhado do titular da Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e Tecnologia, do Turismo e do Agronegócio), Edil Albuquerque.

Veja Mais
Bancários completam 21 dias em greve sem previsão para voltar ao trabalho
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término

A intenção do encontro foi discutir a inovação e o desenvolvimento empreendedor em Campo Grande. “A ideia é discutir o que tem sido feito, além de apresentar casos de sucesso”, disse o gerente da Incubadora Tecnológica, Fabrício Bazé de Albuquerque.

Participaram do encontro empreendedores das quatro incubadoras da Capital- Tecnológica, Alimentos, Artesanato e Confecção e couro. O objetivo é fazer do evento um encontro anual, que deverá ser incluído no calendário oficial das comemorações do aniversário da cidade, no dia 26 de agosto.

Estão abertas inscrições para os candidatos interessados em participar da Incubadora Municipal. O edital já foi publicado, segundo Bazé, e as inscrições podem ser feitas até o dia 30 de setembro. Das 20 vagas oferecidas, 10 são para a Incubadora Tecnológica.

O papel principal das incubadoras é dar suporte e apoiar a criação ou desenvolvimento de pequenas empresas ou microempresas. “Nós oferecemos um pacote de serviços que vão desde infraestrutura até treinamento para que a empresa tenha meios de se desenvolver”, disse Bazé.

Entre as exigências para se candidatar a uma vaga, estão a elaboração de um plano de negócios, que informe público alvo e valor do investimento. Também é preciso ter passado pelo Programa “Nascer Bem”, oferecido pelo Sebrae, gratuitamente.

Os pequenos ou microempresários podem participar das incubadoras de forma residente ou à distância. “Os que são residentes utilizam espaço oferecido pela incubadora. Já os que são à distância possuem seu próprio local de trabalho. Não é preciso que o interessado tenha empresa aberta”, explicou Bazé.

Segundo o gerente, a procura por vagas é sempre maior do que o edital disponibiliza. Em 2012, no edital anterior, foram 30 inscritos para 10 vagas. Os candidatos são selecionados por uma banca para depois serem incluídos na Rede Municipal de Incubação.

Além do Sebrae e instituições de ensino, como a UFMS, Uniderp, a Funsat também trabalha em parceria com as incubadoras, auxiliando diretamente à Rede Municipal. “Já o Sebrae atende diretamente os empresários”.

Quem começou- A microempresária Monique Klein, dona da marca “Campo Grande a Tira Colo”, conseguiu tornar suas bolsas artesanais um sucesso. Recentemente, seus produtos foram vendidos em estados sede da Copa do Mundo, por meio do Programa do Sebrae “Brasil Original”.

“A incubadora não vai fazer tudo, mas te dá um suporte e isso aliado a sua força e determinação ajuda. Sempre utilizando a incubadora à distância", explicou Monique

Encontro foi realizado em incubadora que fica no Estrela Dalva. (Foto:Divulgação/Prefeitura)Encontro foi realizado em incubadora que fica no Estrela Dalva. (Foto:Divulgação/Prefeitura)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions