A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

10/07/2015 18:06

Erro em emissão de cobrança faz comerciantes suspeitarem de golpe

Mariana Rodrigues

Um erro em cobranças enviadas a comerciantes da Capital deixou alguns empresários assutados com a aparição de um possível golpe novo na praça. Empresários estariam recebendo uma notificação extrajudicial cobrando o recolhimento da contribuição sindical em nome do SECCG-MS (Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande).

Veja Mais
Idosa cai no golpe do falso sequestro e perde R$ 1,3 mil
Motorista cai no golpe do “carro quebrado” e perde R$ 800; 2º caso na semana

Porém, tudo não passou de um equívoco da empresa terceirizada ICA (Instituto Crescendo em Ação), que foi contratada para realizar a cobrança, mas que acabou notificando comerciantes que não estavam em dívida com o sindicato.

Rosenilson José da Rocha Ferreira, proprietário de uma farmácia de manipulação, recebeu a notificação via correio e logo a encaminhou para seu contador, por achar a correspondêcia estranha. A contadora Charlene Barbosa, que presta serviços para Rosenildo e outros comerciantes da Capital, conta que na carta as informações dos funcionários estão todas corretas, porém esses empresários não possuem débitos com o sindicato.

Charlene contou que entre ontem e hoje, cerca de 10 comerciantes receberam a notificação e procuraram a empresa que presta serviços contábeis para saber da veracidade da notificação e da cobrança. "Alguns de nossos clientes não são filiados ao Sindicato, e receberam essa cobrança", diz.

Em contato com o vice-presidente do Sindicato, Nelson Benitez, ele afirmou que a empresa foi contratada para fazer este serviço, mas que devido a um erro do ICA, a cobrança acabou indo por engano para alguns empresários. "Não se trata de um golpe, foi apenas um equívoco da empresa. Na próxima quarta-feira, vamos nos reunir com a diretoria do ICA para tratamos dessa cobrança indevida".

A empresa foi contratada para prestar serviços ao SECCG com objetivo de cobrança extrajudicial e judicial da contribuição sindical, conforme consta no Diário Oficial de 30 de janeiro deste ano. A cobrança é referente aos empregados no ramo de materiais de construção, gêneros alimentícios, concessionárias de veículos automotores e comércio varejista e atacadista.

O Instituto ICA informou que não recebe dinheiro dos comerciantes, o que eles orientam é o empresário emitir a Guia de Recolhimento da Contribuição Sindical Urbana disponível no site da Caixa Econômica Federal, e o pagamento deve ser feito na rede bancária. O que eles pedem é que o comprovante da guia paga seja encaminhado para a empresa.

Idosa cai no golpe do falso sequestro e perde R$ 1,3 mil
Uma idosa de 72 anos, caiu no golpe conhecido como falso sequestro, em Dourados, a 214 quilômetros de Camp Grande. O caso foi registrado na manhã des...
Motorista cai no golpe do “carro quebrado” e perde R$ 800; 2º caso na semana
Mais uma pessoa foi vítima de estelionatários que estão agindo na cidade de Dourados, a 233 quilômetros da Capital, o chamado golpe do “carro quebrad...
Mulher de 76 anos perde R$ 14 mil no golpe do bilhete premiado
Uma idosa de 76 anos caiu no golpe do bilhete premiado, na manhã desta quarta-feira (1), no Jardim Caramuru, em Dourados, distante 224 quilômetros de...
Jovem por pouco não perde R$ 1 mil em golpe da "falsa promoção"
Um jovem de 19 anos por pouco não caiu no golpe da “falsa promoção” praticada por um estelionatário de Campo Grande. Para receber um prêmio de R$ 30 ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions