A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

18/07/2016 07:56

Escolha da tarifa bancária ideal ajuda cliente a economizar no fim do mês

É importante que o cliente compare os serviços oferecidos no pacote e verifique os que ele realmente usa

Fernanda Yafusso

Reduzir gastos é a primeira alternativa quando o assunto é crise financeira. Uma das opções é economizar com o banco, ajustando o valor pago nas tarifas bancárias. De acordo com pesquisa realizada pelo Procon de São Paulo, a diferença de valor entre os serviços prioritários passa de 400%.

Veja Mais
Cesta básica tem alta de 3,6% em abril, mostra pesquisa do Procon
Procon-MS realizou 10 mil atendimentos nos primeiros 4 meses de 2016

Em Mato Grosso do Sul, a Superintendente do Procon, Rosimeire Cecília da Costa, explica que o cliente pode ter uma redução nos gastos se analisar os serviços que estão sendo oferecidos no pacote pela instituição.

"Se a pessoa utiliza mais a internet para realizar pagamentos, consultas de extrato e não utiliza o cheque, por exemplo, não há necessidade dela pagar por um pacote de serviços que cobram pela emissão das folhas", explica.

Rosimeire também explica que o importante é sempre avaliar e ver se o consumidor utiliza todos os privilégios disponíveis nos pacotes. Caso não utilizar, pode ser realizada a portabilidade bancária.

"O cliente vai até a agência para qual deseja migrar, e pede a portabilidade sem nenhum problema. Caso o cliente deseja ficar no banco atual e peça a alteração da tarifa cobrada e o banco se negar, ele pode realizar a denúncia ao Procon pelo número 151 relatando o ocorrido, sem se identificar se desejar. Dessa forma poderemos ter ciência da real situação nesses casos, já que neste ano ainda não tivemos nenhuma situação semelhantes", diz.

O Banco Central disponibiliza em seu site um comparativo das tarifas cobradas pelos bancos. Além disso, existe uma resolução específica determinando que as instituições bancárias mantenham expostas de forma clara e ostensiva os valores das tarifas cobradas, já na entrada das instituições para que o cliente possa fazer a escolha.

Porém, é importante o consumidor não extrapolar a quantidade de serviços estipulada no pacote contratado, para evitar pagar a tarifa individual do serviço.

Pesquisa - O Procon de São Paulo pesquisou os valores praticados em sete bancos: Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander. A pesquisa apontou que a diferença de valor entre os serviços bancários prioritários pode chegar a 447,5% dependendo do banco escolhido, o estudo levou em conta também a evolução das tarifas.

A maior diferença entre os bancos foi encontrada na modalidade 'pagamento de contas utilizando a função crédito do cartão'. No Banco do Brasil, por exemplo, o valor cobrado é R$ 4,00 enquanto no Santander é R$ 21,90.

Na comparação entre pacotes padronizados oferecidos pelos diferentes bancos, a maior diferença foi entre o HSBC por R$ 25,50 e o Itaú por R$ 36,00, com variação de 41,18%.

Já na comparação entre os valores praticados entre 2015 e 2016 por cada instituição bancária, o Banco do Brasil apresentou a maior variação, de 198,25%, no serviço 'depósito identificado'. Em
2015, o custo deste serviço era R$ 2,85 e, em 2016, está em R$ 8,50.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions