A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

04/05/2015 11:42

Estado registra queda de 92% na abertura de vagas na indústria

Liana Feitosa
Foram contabilizados 133.397 trabalhadores formalmente empregados no setor no mês de março de 2015. (Foto: Divulgação)Foram contabilizados 133.397 trabalhadores formalmente empregados no setor no mês de março de 2015. (Foto: Divulgação)

O setor industrial de Mato Grosso do Sul registrou saldo negativo na geração de emprego. O número de vagas abertas na indústria entre os meses de janeiro e março de 2015 foi 92% menor que o resultado médio historicamente obtido para o mesmo período, segundo a Fiems (Federação das Indústrias do Estado Mato Grosso do Sul).

Veja Mais
Governo reduz despesas e tem saldo de R$ 38 milhões em oito meses
Bancários entram no 25º dia de greve sem previsão de retorno ao trabalho

O dado é do coordenador Ezequiel Resende, da unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems. De acordo com ele, o acumulado do ano aponta abertura de 718 postos de trabalho.

Desempenho - “A média para o período, considerando o intervalo de 2005 a 2015, é 8.928 vagas abertas, ou seja, o desempenho de janeiro a março deste ano é 92% menor que o resultado médio historicamente obtido para o mesmo período”, detalhou Resende.

Composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, o setor industrial encerrou o mês de março com redução líquida de postos de trabalho, apresentando saldo negativo de 424 vagas, enquanto no acumulado do ano o total de vagas voltadas às atividades industriais do Estado caiu para 218, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems.

Quedas - Os segmentos industriais que apresentaram as maiores reduções no mês de março foram indústria da construção (-342), indústria metalúrgica (-130), indústria têxtil e do vestuário (-108), indústria mecânica (-97) e indústria de produtos alimentícios e bebidas (-65).

Neste mesmo mês, o número de trabalhadores formalmente empregados no setor foi de 133.397, o que representa queda de 0,29% em relação a fevereiro.

“A indústria segue respondendo pelo segundo maior contingente de trabalhadores formais empregados no Estado, com participação de 20,9% sobre o total, atrás somente do setor de serviços, que emprega formalmente 183.712 trabalhadores com participação equivalente a 28,8%”, ampliou Resende.

Salário - Ainda de acordo com o levantamento da unidade, o salário nominal médio na indústria estadual em 2015 é de R$ 1.964,81. “A soma de todos os salários pagos aos industriários sul-mato-grossenses ao fim de 2015 alcançará o equivalente a R$ 3,145 bilhões”, pontuou.

Foi registrado saldo positivo de contratação em 39 municípios do Estado entre janeiro e março de 2015, com abertura de 1.755 vagas. Se destacam as cidades de Angélica (+428) e Rio Brilhante (+204).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions