A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

11/07/2016 15:01

Falta de leite no mercado faz preço da muçarela subir mais de 70%

Mariana Castelar
Além do reajuste, empresários dizem que o queijo está em falta  (Foto: Alcides Neto)Além do reajuste, empresários dizem que o queijo está em falta (Foto: Alcides Neto)

O leite é o assunto da vez nas filas de padarias, supermercados e pizzarias. Com a pouca oferta do produto devido à entressafra, os preços dos derivados vem disparando nos últimos dois meses e, entre eles, o queijo é o que tem sido alvo maior da reclamação de empresários.

Veja Mais
Em um mês, preço do litro de leite sobe 56% nos supermercados
Qualidade do leite rastreada

De acordo com o gerente do Mercado Bolando, Felipe Makio, o reajuste da muçarela já chegou a 72,22% do início do ano até agora. “Antes comprava a peça por R$ 18, mas agora, quando acha chega a custar R$ 31”, reclama.

A fim de amenizar a falta do produto para o consumidor, o gerente diz que tentou até comprar por atacado, mas viu que o preço não compensava. “Se comprar no atacado teremos que subir pelo menos R$ 7 no preço, e com isso as pessoas não vão comprar. Temos que esperar, não há o que fazer”, lamenta.

O proprietário da Panificadora Pão Dourado, Ricardo Lada, afirma que em um mês o preço da peça da muçarela aumentou 36,84% e que com isso, teve que reajustar diversos alimentos da padaria. “O leite e o queijo vai em quase tudo, por isso, os salgados ficaram de 5% a 8% mais caros e o queijo 10%”, diz.

Ele também conta que os pedidos estão mais racionados pelos fornecedores. "Quando solicitamos oito peças, eles enviam seis. Ainda temos o produto, mas é preocupante", diz Lada.

Uma proprietária de uma pizzaria, que não quis ser identificada, afirma que pior do que comprar produtos inflacionados é saber como repassar para os consumidores. “Este cálculo é ainda mais difícil. Compro por um preço 30% maior em um mês, como aumentar o preço da minha pizza em R$ 2 que seja? A competição é grande”.

Segundo pesquisa feita pelo curso de ciências econômicas da Unochapecó, o leite e o queijo tiveram aumento inicial de 30%, só nos primeiros seis meses do ano. A pesquisa realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) também mostra que de junho para maio, o reajuste do leite ficou em 15,95%.

Outro levantamento, este feito pelo IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) aponta que só no mês passado o preço do leite aumentou 5,35%, alta justificada pelo inicio do período de entressafra e/ou baixa produção, o que influencia diretamente no preço do queijo.

A supervisora técnica do Dieese-MS, Andreia Ferreira lembra que há outros fatores que faz com que os derivados aumentem. “Há a questão do transporte, ICMS e pedágio, por exemplo”, detalha. Ela também cita outros produtos que, com certeza podem sofrer reajustes como a comida congelada, sorvete ou o iogurte.

Qualidade do leite rastreada
Quando o assunto é leite, não há consenso. Até mesmo quando se trata de homenageá-lo. No dia primeiro de junho comemora-se o Dia Mundial do Leite. Já...
Especialistas internacionais vão falar sobre a cadeia do leite amanhã
Acontece amanhã em Campo Grande, a 19ª edição do Encontro Técnico do Leite com o tema “O planejamento nutricional para o inverno”. O evento programad...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions