A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

14/03/2016 12:09

Faturamento com a Páscoa deve cair 38% e menos douradenses vão às compras

Pesquisa da Fecomércio revela que consumidor de Dourados vai gastar menos com presente de Páscoa neste ano e faturamento esperado pelo setor deve ser de R$ 4,5 milhões

Helio de Freitas, de Dourados
Douradense vai gastar menos nesta Páscoa (Foto: Eliel Oliveira)Douradense vai gastar menos nesta Páscoa (Foto: Eliel Oliveira)

O comércio de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, deve faturar até 38% menos na Páscoa deste ano em comparação com as vendas para o mesmo período de 2015. A queda é reflexo da crise econômica do país, já que menos douradenses vão comprar em 2016 e o gasto médio por pessoa também será menor.

Veja Mais
Páscoa vai movimentar R$ 56 milhões em MS; 50% a menos que em 2015
Produtos da Semana Santa e Páscoa sobem até 29,5% em comparação a 2015

Os dados fazem parte da pesquisa sazonal de intenção de compras, feita pelo Instituto Fecomércio MS (IPF-MS) e Sebrae-MS para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Foram 200 consumidores entrevistados em Dourados, que responderam a 28 questões. Quanto à situação financeira comparada ao ano passado, 40% da população acredita estar igual, 31% dos douradenses julgam que está pior e 29% diz estar melhor.

Conforme a pesquisa, na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul 60% da população economicamente ativa deve ir às compras nesta Páscoa. No ano passado o índice foi de 86%.

A atual pesquisa revelou que o valor médio dos presentes de Páscoa é estimado em R$ 77,06 e o comércio douradense deve movimentar R$ 4,5 milhões com presentes desta época do ano. A maioria dos compradores deve gastar até R$50 com chocolates. No ano passado, o valor médio foi de R$ 88.

Perfil – Segundo a pesquisa, os clientes desta Páscoa em Dourados são majoritariamente homens (59,2%), jovens entre 23 e 30 anos (30,8%), têm o ensino médio completo (26,4%) e são assalariados (52,1%). Quase metade deles (47,5%) possui renda familiar de 1 a 3 salários mínimos e são de famílias de três pessoas (37,5%).

“Ainda podemos concluir nessa pesquisa que a maioria dos potenciais compradoras (75%) fará pesquisa de preço e presenteará com ovo de Páscoa (77,5%). Quanto ao local de compras, o mais citado é o supermercado (68,3%). A maioria deve pagar em dinheiro (75,8%)”, afirma o relatório da pesquisa.

Segundo a Fecomércio, para o comerciante entender melhor o que é mais importante na decisão de compras de seu potencial cliente, foram atribuídos nota de 1 a 10 para alguns itens levados em conta.

Preço, promoção, qualidade, atendimento, variedade e local foram os itens mais bem votados. “Por isso não importa onde esteja localizada a loja, vale a pena investir em promoções de preço e produtos com qualidade”, avalia a Fecomércio.

Pescado – A pesquisa avaliou ainda a intenção do consumidor sobre o pescado, também muito procurado nesta época do ano. Foram 63% dos consumidores que deverão consumir peixes, escolhendo como os principais tipos o pintado (30,6%), pacu (25,9%), tilápia (13,6%) e bacalhau (10,9%).

O gasto médio aferido na pesquisa com peixe será de R$ 85,20 por comprador e o movimento estimado é de R$ 5,3 milhões em pescados e derivados.

Viagem – Conforme o levantamento da Fecomércio, apenas 8% da população de Dourados deverá viajar neste período, sendo a maioria dentro de Mato Grosso do Sul e para foram para fora do Estado (86%, somando as duas situações). O gasto médio estimado por viagem é de R$ 763,13.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions