A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

22/05/2014 18:55

Feira de logística e transporte reúne representantes de 4 países na Capital

Bruno Chaves
A primeira edição da Feira Trans Expo Latin America, que discutirá logística e transporte, irá reunir os maiores fabricantes de caminhões e implementos rodoviários (Foto: Divulgação/Setlog/MS)A primeira edição da Feira Trans Expo Latin America, que discutirá logística e transporte, irá reunir os maiores fabricantes de caminhões e implementos rodoviários (Foto: Divulgação/Setlog/MS)
Alcaide do Iquique, província do Chile, com presidente do sindicato das empresas de transporte de MS durante expedição que discutiu alternativas de escoamento da produção agrícola do Brasil (Foto: Divulgação/Setlog/MS)Alcaide do Iquique, província do Chile, com presidente do sindicato das empresas de transporte de MS durante expedição que discutiu alternativas de escoamento da produção agrícola do Brasil (Foto: Divulgação/Setlog/MS)

Empresários e autoridades de quatro países – Brasil, Chile, Paraguai e Bolívia – discutirão, em Campo Grande, os rumos do transporte rodoviário na América do Sul. Eles participarão da Feira Internacional de Logística e Transporte, a Trans Expo Latin América, que ocorrerá de amanhã (23) até domingo (25), no Centro de Exposições Albano Franco, organizada pelo Setlog/MS (Sindicato das Empresas de Transportes e Logística de Mato Grosso do Sul).

Veja Mais
Com investimentos de US$ 80 milhões, JBS inaugura unidade no Paraguai
Em meio à crise, idosos garantem movimento nas agências de turismo

Conforme a organização do evento, na oportunidade, os participantes irão discutir logística e a super safra brasileira para os próximos dez anos. O sindicato afirma que soluções para combater a falta de infraestrutura nas estradas e portos do Brasil serão colocadas em pauta. A participação dos países da América do Sul, como Chile, por exemplo, é fundamental para a discussão de novas alternativas de escoamento da safra.

"Temos necessidades em comum e desejos de buscar mais competitividade para nossa região. Essa iniciativa vem de encontro ao desenvolvimento que pretendemos. Nossos empresários e políticos estão empenhados em estreitar essas relações", declarou o empresário Cláudio Sertão, que intermediou a visita da comitiva paraguaia a feira.

Para o presidente do Setlog/MS, Cláudio Cavol, a participação do Chile e do Paraguai mostra a preocupação dos países em viabilizar soluções para o transporte na região. “No ano passado promovemos uma expedição que atravessou a Bolívia e o Paraguai, chegando aos portos chilenos de Iquique e Arica, que tem ótima estrutura para receber nossa produção e com isso encurtar o caminho para a China, por exemplo”, disse.

“Assim como os brasileiros, principalmente os do Centro-Oeste, eles também estão empenhados em viabilizar uma rota de exportação pelo Oceano Pacífico. Hoje os portos do nosso país estão com sua capacidade de exportação no limite”, emendou o presidente do sindicato.

Conforme o Setlog/MS, os governadores das cidades paraguaias Canindeyú, Amambaí e Concepción, Adolfo Noris, Pedro Gonzales e Luiz Urbieta, respectivamente, além do alcaide Jorge Soria, da província de Iquique, no Chile, e do embaixador do Chile do Brasil, Fernando Schmidt, confirmaram presença no evento.

Trans Expo Latin America – A primeira edição da feira de logística e transporte irá reunir os maiores fabricantes de caminhões e implementos rodoviários, além de empresas que atuam no segmento de equipamentos e logística, em Campo Grande.

As principais montadoras de caminhões instaladas no Brasil, fabricantes de implementos e empresas ligadas ao setor de logística e transporte, irão expor na feira. Já estão confirmadas as presenças de marcas como Scania, Volvo, Ford, International, Volkswagen, Iveco, MAN, Mercedes-Benz, DAF, International, Noma, Randon, Facchini, Rodoking, Rosseti, Guerra, Bridgestone, Bradesco, Park X, Sansuy, Sicredi, SEST/SENAT e Ação FIEMS, entre outras.

O evento é voltado à pequenas e médias empresas do segmento. “Hoje já temos eventos em São Paulo que atendem as grandes transportadoras. Este, em especial, vem para atender uma demanda das menores, com produtos que vão refletir nos seus custos, rentabilidade e torná-las mais competitivas nesse mercado”, explicou Cláudio.

Dados do sindicato apontam que, atualmente, Mato Grosso do Sul conta com uma frota estimada de aproximadamente 50 mil caminhões distribuídos em mais de 1,7 mil empresas de transportes, que, juntas, são responsáveis pela geração de mais de 150 mil empregos diretos e outros 150 mil indiretos.

Além de promover a exposição de veículos e tecnologias, a Trans Expo Latin América irá oferecer uma rodada de negócios com empresários do Brasil e do exterior. “Um dos objetivos desta feira é exatamente dar ao pequeno e médio transportador a oportunidade de ter contato com o que há de mais moderno em caminhões, implementos e equipamentos, sem ter que sair de seu estado”, comentou o presidente do sindicato.




O Mato Grosso do Sul já esta quase ligado ao porto de Iquique no Chile passando pela Bolívia onde o governo brasileiro teve que asfaltar uma rodovia boliviana sem ajuda de nenhum centavo da Bolívia (lembrando que ainda temos no MT que é o celeiro do Brasil, rodovias sem asfaltar), rodovia que liga até o Chile, agora só falta o governo boliviano colocar um pedágio nessa rodovia pedindo uma fortuna para que os caminhões brasileiro passem.
 
Marcos Wild em 23/05/2014 10:09:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions