A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

22/09/2014 19:35

Feira do varejo começa hoje com expectativa de movimentar R$ 80 milhões

Priscilla Peres
Abertura da Feira reuniu dezenas de representantes do setor na tarde de hoje. (Foto: Priscilla Peres)Abertura da Feira reuniu dezenas de representantes do setor na tarde de hoje. (Foto: Priscilla Peres)

Começou hoje em Campo Grande, a 24º edição da Feira de Negócios do varejo de Mato Grosso do Sul que até o dia 24 de setembro espera reunir mais de 3 mil pessoas. Com o intuito de aproximar compradores e fornecedores, a expectativa da organização é chegar aos R$ 80 milhões em negócios, valor alcançado em 2013.

Veja Mais
Pequena central hidrelétrica de MS receberá R$ 140 mi em investimentos
Negociação pode por fim a greve dos bancários que completa 22 dias hoje

Mais do que capacitar e fazer negócios, a Feira visa debater assuntos que afligem o setor, como os custos da empresa, a falta de mão de obra qualificada e o consumo em queda. "Essa é a hora de nós buscarmos conhecimento, de investir em um diferencial para inovar e conseguir se manter no mercado de forma competitiva", disse o presidente da Amas (Associação Sul-mato-grossense de Supermercados), Marcelo Gutierre.

O presidente da Amas ainda destaca dificuldades que o setor enfrenta, como o custo da energia elétrica e as normas regulamentadoras que estabelecem sobre as regras de segurança no trabalho. "A categoria precisa se unir e participar ativamente das discussões para conseguirmos vitórias, como o fim da lei dos caixas que obrigava a manter todos os caixas funcionando durante promoções", afirma Marcelo.

Valdivino José de Souza, presidente da Asmad/MS (Associação Sul-mato-grossense de Atacadistas e Distribuidores), falou sobre a retração no consumo e as consequencias para o setor. "As pessoas estão consumindo menos por que o endividamento está alto e isso reflete diretamente no país. A produção industrial já caiu e tem refletido no PIB (Produto Interno Bruto) nacional cada vez mais baixo", disse, ao lembrar que as expectativas para o próximo ano também não são as melhores.

O prefeito Gilmar Olarte (PP) participou da abertura da Feira e ressaltou que é preciso "caminhar de mãos dadas para objetivos maiores". Na oportunidade, fez questão de reafirmar que o dinheiro para pagar o décimo-terceiro salário dos servidores está garantido. "Sabemos que o comércio precisa disso, mesmo por que são quase R$ 100 milhões que serão injetados na economia", disse.

Super Amas - A Feira é organizada anualmente pela AMAS (Associação Sul-mato-grossense de Supermercados) e o SindSuper (Sindicato do Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios de Campo Grande). Este ano participam 600 marcas em 70 estandes dos setores de Supermercados, Padarias, Conveniências, Bares, Hotéis e Restaurantes.

Paralelamente à Feira acontece o Congresso sobre o tema “Crescimento e Sustentabilidade: Campeões na Relação de Consumo”, com palestras e seminários ministrados por especialistas nacionais e internacionais, maximizando conhecimento, networking, qualificação profissional e o desenvolvimento dos setores envolvidos.

As inscrições são gratuitas para os varejistas e expositores. O supermercadista do interior associado a Amas é beneficiado com hospedagem. A Feira acontece nos dias 22, 23 e 24 de setembro no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, das 9h às 23h.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions