A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

03/12/2014 21:03

Fibria se reúne com acionistas para decidir expansão de R$ 2,5 bi

Priscilla Peres

A Fibria está conversando com seu conselho administrativo para decidir sobre a expansão da Fábrica de Três Lagoas - distante 338 km de Campo Grande, que exigirá investimentos de até US$ 2,5 bilhões. A decisão sobre a duplicação da fábrica que pode entrar em operação e 2017, será tomada até o primeiro semestre de 2015.

Veja Mais
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término
Entre a novidade e a decadência, quadrilátero é retrato do comércio

De acordo com o presidente da companhia, Marcelo Castelli, em entrevista ao Valor Econômico, a rígida gestão de passivos e controle de custos colocados permitiram à Fibria reduzir o risco financeiro e se preparar para voltar a crescer. Dessa forma, está apta a executar o maior investimento desde que foi constituída, em 2009.

A Fibria é a maior produtora mundial de celulose branqueada de eucalipto, e está concluindo mais uma etapa da estratégia de reposicionamento financeiro. Com isso conquistou nota grau de investimento em pelo menos uma agência de classificação de risco.

Empréstimo - A empresa tenta fechar empréstimo de até US$ 550 milhões. De acordo com o diretor de Finanças e Relações com Investidores, Guilherme Cavalcanti, até o início da tarde nos Estados Unidos, a Fibria já tinha oferta de US$ 520 milhões e outros US$ 100 milhões poderiam ser disponibilizados por instituições financeiras.

Segundo reportagem do Valor, inicialmente, a companhia planejava levantar US$ 400 milhões por meio da operação coordenada pelos bancos BNP Paribas e Natixis, com o objetivo de pré-pagar dívidas mais caras. Desde o fim de novembro, porém, já trabalhava com a possibilidade de elevar a operação para US$ 500 milhões diante do forte interesse das instituições financeiras e das condições favoráveis de custo e prazo.

Cavalcanti disse que os recursos serão usados para quitar antecipadamente empréstimos bilaterais e os bônus com vencimento em 2019 e 2021, que serão encerrados. O custo médio ponderado da operação é de Libor mais 143 pontos-base, com prazo médio de cinco anos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions