A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

20/05/2014 14:00

Fiscalização da Agepan dá 30 dias para Elektro regularizar problemas

Bruno Chaves
Fiscalização encontrou irregularidades na gestão da concessionária que atende cinco municípios do Estado, entre eles Três Lagoas (Foto: Divulgação/Agepan)Fiscalização encontrou irregularidades na gestão da concessionária que atende cinco municípios do Estado, entre eles Três Lagoas (Foto: Divulgação/Agepan)

A Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) encontrou o que classifica como “não conformidades” na gestão da concessionária de energia Elektro Eletricidade e Serviço S.A., que atua em cinco municípios do Estado, após fiscalizações realizadas entre os dias 10 e 26 de março deste ano.

Veja Mais
Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas

O Campo Grande News apurou que uma auditoria será aberta e que o resultado final quanto às irregularidades encontradas só será divulgado após manifestação da empresa.

A Elektro foi alvo da primeira fiscalização do ano no segmento de distribuição de energia, conforme divulgou a agência. A concessionária, que atende aos municípios de Três Lagoas, Selvíria, Brasilândia, Santa Rita do Pardo e Anaurilândia, passou por inspeção que tem como objetivo verificar o cumprimento da legislação vigente do setor elétrico e do contrato de concessão, referente às condições gerais de fornecimento de energia elétrica, avaliando os procedimentos adotados e o desempenho da concessionária na área comercial.

Durante os dias de vistoria, a Agepan verificou processos, documentos e informações relativas aos procedimentos comerciais realizados pela Elektro. Entre eles, estão: religação normal de unidade consumidora; religação de urgência, obras de construção de redes/equipamentos executadas para atendimento a ligações novas e aumento de carga; aferição de medidores e demais equipamentos; ressarcimento de danos; registros de atendimentos comerciais prestados aos consumidores; faturas de energia elétrica e outros.

Escritório da Elektro em Anaurilândia (Foto: Divulgação/Agepan)Escritório da Elektro em Anaurilândia (Foto: Divulgação/Agepan)
Sede da Elektro em Três Lagoas (Foto: Divulgação/Agepan)Sede da Elektro em Três Lagoas (Foto: Divulgação/Agepan)

A fiscalização apontou algumas “não conformidades” na gestão da concessionária e a Agepan deu prazo de 30 dias para a regularização, contados a partir da data de notificação oficia. A Elektro também recebeu algumas determinações e recomendações para o aprimoramento do registro da informação no Sistema UE (Utilities Expert), que registra o histórico de relacionamento comercial entre o consumidor e a concessionária.

Os Termos de Notificação, juntamente ao relatório de fiscalização, foram enviados no início de maio para a empresa, que tem o prazo de 10 dias contados do recebimento dos documentos para se manifestar com relação às “Não Conformidades” e “Determinações” apontadas pela inspeção.

A partir do recebimento da manifestação da empresa, o documento será analisado pela Câmara Técnica de Energia da Agepan, para sua aceitação ou não, e seguida a sequência de providências estabelecidas pela regulamentação da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Metas de fiscalização – A Aneel define metas de fiscalização de concessionárias de energia a serem realizadas nas distribuidoras de energia que atendem ao estado de Mato Grosso do Sul e nos empreendimentos de geração situados no Estado, de acordo com o convênio mantido com a Agepan.

Para este ano, foram estabelecidas quatro fiscalizações na concessionária Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), que atende a 74 municípios do Estado, abrangendo diversos aspectos; uma fiscalização na concessionária Elektro, que atende cinco cidades sul-mato-grossenses; e fiscalizações em 23 empreendimentos de geração de energia.

Conforme o cronograma estabelecido entre a Aneel e a Agepan, a Enersul passa por fiscalização no mês de maio.

Geração de Energia – Empreendimentos de geração de energia também foram fiscalizados pela Agepan. Até o momento, quatro deles passaram por inspeção: a UHE Assis Chateaubriand (Mimoso) / Ribas do Rio Pardo; a UHE São Domingos / Água Clara; a UTE Cargil e a UTE Fibria / MS, ambas em Três Lagoas.

Essas fiscalizações foram realizadas por meio de inspeções “in loco” para verificar se foi gerada energia na quantidade prevista em contrato; a disponibilidade; o desempenho e a taxa de falhas na geração.

Na UHE São Domingos, a agência reguladora também encontrou “não conformidades”. Para o local, foram enviados os “Termos de Notificação”, acompanhados do relatório de fiscalização.

Agora, o órgão aguarda prazo legal para a manifestação do agente de geração a fim de que sejam tomadas as providências de acordo com a regulamentação vigente.

Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Cotado a R$ 3,256 na venda, após dois dias seguidos de baixa, o dólar comercial fechou esta quinta-feira (29) com alta de 1,05%. Com isso, a moeda no...
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions