A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

09/01/2015 13:58

Frentistas de MS se mobilizam para discutir reajuste salarial

Flávia Lima
Gilson Sá explica que assembleias aconteceram em três cidades do Estado. (Foto:Divulgação)Gilson Sá explica que assembleias aconteceram em três cidades do Estado. (Foto:Divulgação)

Empregados em postos de combustíveis de Mato Grosso do Sul já estão mobilizados para discutir o reajuste salarial que deverá ser aplicado à categoria este ano. As assembleias gerais acontecerão em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas.

Veja Mais
Bancários completam 21 dias em greve, sem previsão para voltar ao trabalho
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término

O objetivo, de acordo com o presidente do Sinpospetro/MS (Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Mato Grosso do Sul), Gilson Sá, é estabelecer a pauta de negociação salarial com a classe patronal, para vigorar a partir de 1º de março, data base da categoria.

"Este ano, mais que os anteriores, precisamos avançar mais nas negociações e estabelecermos, com a classe patronal, um reajuste maior e mais digno para os nossos trabalhadores", afirmou Gilson.
Ele explica que o índice de reajuste será estabelecido nas assembleias gerais, além de definir outros benefícios para a categoria. O presidente do sindicato diz que irá a apresentar ao Sinpetro/MS, planilhas da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) relatando o aumento nas vendas de combustíveis pelos postos de Mato Grosso do Sul no ano passado.

Além de estabelecer os percentuais de reajuste salarial que serão encaminhados para negociação com a classe patronal, os trabalhadores em postos de combustíveis também irão delegar poderes para a diretoria sindical entrar com dissídio coletivo ou até organizar greve geral do setor, em caso de resistência da classe patronal em aprovar os reajustes salariais.

"Precisamos que todos nossos companheiros trabalhadores se conscientizem da importância de participar dessas assembleias e de toda convocação que fizermos, para que possamos permanecer fortes durante as negociações", afirmou Gilson Sá.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions