A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

25/02/2015 08:17

Governo vai receber manifestantes, mas adianta que aguarda pesquisa do diesel

Priscilla Peres e Juliane Katayama
Há cinco dias caminhoneiros fazem protestos em rodovias. (Foto: Eliel Oliveira)Há cinco dias caminhoneiros fazem protestos em rodovias. (Foto: Eliel Oliveira)

O governo do Estado vai receber os representantes dos caminhoneiros para uma reunião às 16 horas de hoje (25). Eles pedem a redução da alíquota do ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte) sobre o diesel que tem onerado os trabalhadores e reduzindo o lucro.

Veja Mais
A revolta expressiva contra Dilma: os caminhoneiros podem parar o Brasil
Caminhoneiros encerram 4° dia de protesto, mas prometem voltar amanhã

O secretário de Estado de Fazenda, Marcio Monteiro, disse hoje que ainda não é possível anunciar a redução, pois estão sendo feitos estudos para que isso aconteça. "Aguardamos uma consultoria que o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis) está fazendo para saber se há possibilidade de reduzir o ICMS do diesel", afirma.

No início do mês os caminhoneiros fizeram um protesto após a presidente Dilma Rousseff vir à Campo Grande e eles serem barrados do evento. No dia seguinte, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e sua equipe receberam os representantes e prometeram estudar a redução do preço do combustível.

Protesto - Desde sábado os caminhoneiros estão fechados rodovias e impedindo o transporte de cargas. O movimento é nacional e atinge 6 estados do país. Eles pedem a redução do preço do combustível e o aumento do preço do frete, alegando que não tem mais condições de arcar com os custos.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions