A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

30/06/2016 16:43

Incubadoras são opções de auxílio para empreendedores iniciais

Renata Volpe Haddad
Empresa Broto Frutos foi criada dentro de uma incubadora e alimentos saudáveis são produzidos com frutos do cerrado. (Foto: Alcides Neto)Empresa Broto Frutos foi criada dentro de uma incubadora e alimentos saudáveis são produzidos com frutos do cerrado. (Foto: Alcides Neto)

Para apoiar e dar suporte a empreendedores de Campo Grande, a prefeitura mantêm quatro incubadoras em pontos estratégicos da cidade na área de alimentação, têxtil, artesanato e na área tecnológica.O interessado pode procurar a secretaria ou uma incubadora até setembro para cadastrar a empresa. 

Veja Mais
Incubadoras da Capital estão com vagas abertas para pequenas empresas
Aberta seleção de empresas interessadas em participar de incubadoras

A Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) abriu dois editais em março, para atender novas empresas. De acordo com o diretor do departamento de Comércio e Serviços da secretaria, Paulo Roberto Andreotti, quem tem um comércio e quer expandir, pode procurar uma incubadora.

"Durante um período de 24 meses que pode se estender para 30, serão realizadas consultorias, para ajudar o empreendedor a crescer e conseguir caminhar com as próprias pernas".

Exemplo disso é a Broto Frutos, empresa do ramo de alimentação que está há três anos na incubadora. Os alimentos são feitos com frutos do cerrado e é produzido até brigadeiro de pequi, além de pão integral, bolos, biscoitos, geleias, licores, salgados e tortas.

Segundo a presidente da Broto Frutas, Rosa Maria Silva, o período de incubação acaba no fim do ano e o objetivo é alugar um espaço no Centro da Capital. "Produzimos 300 unidades de pães por mês e 100 potes entre brigadeiros e geleias, só que temos capacidade de produzir mais, porém, as pessoas não conhecem e com uma loja central, com mais gente circulando, fica mais fácil de colocar nossos produtos no mercado", avalia.

A Broto Frutos participou da 16ª Biofach e expôs os produtos para milhares de pessoas. Não acreditando que faria tanto sucesso, agora, a Cingapura, Itália e Alemanha, querem comprar 500 quilos de castanha de baru.

"Para exportar a castanha precisamos de certificação internacional que ainda não temos, mas o Sebrae abriu consultoria e daqui dois meses vamos começar a exportar, mas não vai dar para mandar na quantidade que os países desejam, só que acredito que até 300 quilos vamos conseguir enviar".

A prefeitura da Capital encomendou 160 mil unidades de pães integral para atender alimentação escolar e o Colégio Militar vai comprar seis mil unidades de pães para atender alunos e funcionários.

Artesanato feito com chifre. (Foto: Alcides Neto)Artesanato feito com chifre. (Foto: Alcides Neto)

Suporte – Segundo a assessora da Sedesc, Joana Mariana, atualmente são 11 empresas recebendo suporte nas quatro incubadores de Campo Grande.

"A importância das incubadoras é realizar o sonho que muitas pessoas têm de empreender. Muita gente que não sabe por onde começar, pode procurar a incubadora que damos todo o suporte necessário".

São serviços gratuitos na área de consultoria, parcerias com o Conselho Regional de Contabilidade, Corecon e Conselho Regional de Administração. Há também palestras na área motivacional, cursos de informática realizados todos os dias, além de telecentro em cada incubadora.

Empresas - A produção de 500 quilos por mês do mel Serra da Bodoquena, acontece dentro de uma das incubadoras. No último ano, a empresa aumentou em 70% a produção que é vendida para feirantes.

Em 2004, a dona da empresa Tecelagem e Cia, Ruth Conceição da Silva, quis aprender a fazer artesanatos e hoje, vende para São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro.

As peças são produzidas com ossos e chifres de boi, e fazem sucesso fora. "As pessoas de Campo Grande não se interessam muito por esse tipo de artesanato, então, como participamos muito das feiras, acabam conhecendo nosso trabalho fora e fazemos sucesso com as peças".

As incubadoras municipais em Campo Grande estão localizadas: Artesanato, Bairro Zé Pereira; Artefatos de Couro Bairro Estrela Dalva; Produtos Alimentícios, Bairro Santa Emília e de Confecção Têxtil, Bairro Mário Covas.

Produção do mel Serra da Bodoquena chega a 500 quilos por mês. (Foto: Alcides Neto)Produção do mel Serra da Bodoquena chega a 500 quilos por mês. (Foto: Alcides Neto)
Incubadoras da Capital estão com vagas abertas para pequenas empresas
Empresários interessados em se instalar ou trabalhar à distância nas incubadoras de Campo Grande, podem se inscrever. Há vagas nas quatro unidades e ...
Aberta seleção de empresas interessadas em participar de incubadoras
Empresas interessadas no projeto de incubadoras da Prefeitura de Campo Grande podem se inscrever no processo seletivo. As incubadoras são centros de ...
Vândalos invadem incubadora, quebram janelas e picham prédio
A incubadora Municipal Mário Covas, que fica na Rua Leandro da Silva Salinas, no residencial Mário Covas, em Campo Grande, foi pichada e teve as jane...
UFMS abre vagas para empresários interessados em participar de incubadoras
Até o dia 31 de julho, empreendedores podem se inscrever para participar da Pantanal Incubadora Mista de Empresas da UFMS (Universidade Federal de Ma...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions