A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

17/12/2014 21:45

Indústrias do Estado recebem selo de reconhecimento a práticas sustentáveis

Liana Feitosa
Cinco indústrias do Estado receberam o Selo Ambiental do PSE. (Foto: Alcides Neto)Cinco indústrias do Estado receberam o Selo Ambiental do PSE. (Foto: Alcides Neto)

Desde o ano passado Mato Grosso do Sul concede selos de reconhecimento a empresas que têm práticas sustentáveis e que cumprem requisitos em respeito ao meio ambiente. Hoje (17), na sede da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), cinco indústrias do Estado receberam o Selo Ambiental do PSE (Programa Senai de Ecoeficiência).

Veja Mais
Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas

Para Paulo Engel, titular da Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo), a homenagem é um marco para o desenvolvimento da região. "Mato Grosso do Sul já progrediu muito, mas temos que avançar ainda mais e, muitas vezes, atrasamos o nosso desenvolvimento porque deixamos de cumprir questões legais voltadas ao meio ambiente. Precisamos nos adequar e sermos mais ágeis para que o Estado se desenvolva mais rápido", analisa.

Requisitos - Para conquistar essa chancela, as indústrias precisaram fazer investimentos, adequações, atender padrões e criar setores que, permanentemente, irão se desenvolver em harmonia com a sustentabilidade e a preservação ambiental.

Muitas vezes atrasamos o desenvolvimento do Estado porque deixamos de cumprir questões legais voltadas ao meio ambiente, afirma titular da Seprotur. (Foto: Alcides Neto)"Muitas vezes atrasamos o desenvolvimento do Estado porque deixamos de cumprir questões legais voltadas ao meio ambiente", afirma titular da Seprotur. (Foto: Alcides Neto)

Para isso, o selo ambiental do PSE atende parâmetros estabelecidos no Decreto Estadual nº 13.606, de 25 de abril de 2013, que prorroga até 2028 os benefícios fiscais para as indústrias do Estado, permitindo ampliação do percentual de incentivo já concedido mediante efetivação do plano técnico de sustentabilidade ambiental das empresas.

Assim, os selos classificam a eficiência ambiental das indústrias e, dependendo da efetividade do plano técnico de sustentabilidade ambiental das empresas, o percentual do benefício fiscal pode ser ampliado em até 5%.

Cumprir as legislações ambientais é o primeiro passo para ter o selo, afirma diretor corporativo da Fiems. (Foto: Alcides Neto)Cumprir as legislações ambientais é o primeiro passo para ter o selo", afirma diretor corporativo da Fiems. (Foto: Alcides Neto)

Reconhecimento - Para Juliana Cruvinel, coordenadora de saúde, segurança e meio ambiente da Internacional Paper, uma das indústrias homenageadas com o selo, a ação reconhece o emprenho das indústrias. "Esse é um reconhecimento da nossa preocupação com o meio ambiente. Nós já desenvolvíamos algumas práticas desafiadoras, mas para conquistar o selo ambiental, reforçamos nossa estrutura para nos tornamos uma empresa ainda mais completa", considera.

De acordo com Jaime Verruck, diretor corporativo da Fiems, a ideia é fazer das indústrias de Mato Grosso do Sul referências em sustentabilidade, já que diversas exigências são impostas às empresas que desejam ter a chance de receber o reconhecimento.

Hábito sustentável - "Em primeiro lugar, a empresa precisa estar regular junto aos órgãos ambientais competentes, como Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) e Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Retornáveis)", afirma.

"Cumprir as legislações ambientais é o primeiro passo para ter o selo. Mas a cada 12 meses é feita uma auditoria para verificar se a empresa continua com as práticas sustentáveis. Por isso, para conquistar o selo, não basta cumprir alguns requisitos, é preciso criar um ciclo, desenvolver o hábito da prática sustentável como parte da empresa", explica Verruck.

As indústrias contempladas foram a Agroenergia Santa Luzia, a Energética Santa Helena, Inflex Indústria e Comércio de Embalagens, International Paper e Vetorial Siderurgia. Até agora, três empresas já receberam o Selo Ambiental: Semalo, Coca-Cola Femsa e Metap Repram.

Após duas quedas seguidas, dólar tem alta de 1,05% e fecha a R$ 3,25
Cotado a R$ 3,256 na venda, após dois dias seguidos de baixa, o dólar comercial fechou esta quinta-feira (29) com alta de 1,05%. Com isso, a moeda no...
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions