A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

09/09/2016 10:51

Inflação de Campo Grande é a terceira menor do país em agosto, diz IBGE

Renata Volpe Haddad
Preço do feijão caiu 5,60% de julho para agosto, influenciando na queda da inflação. (Foto: Fernanda Yafusso)Preço do feijão caiu 5,60% de julho para agosto, influenciando na queda da inflação. (Foto: Fernanda Yafusso)

A inflação de Campo Grande desacerelou em agosto e registrou 0,18%, sendo que a Capital sul-mato-grossense registrou o terceiro menor indíce do país, conforme dados divulgados pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) nesta sexta-feira (9).

Veja Mais
Feijão, leite e derivados pressionaram a inflação da Capital em julho
Alimentação fica mais cara, mas inflação de julho é a menor do ano

Em julho, a inflação de Campo Grande estava em 0,74% influenciada pelos preços dos alimentos. Mas, o grupo alimentação também apresentou queda no índice em agosto, o que pode ter determinado a queda na inflação.

Nos oito primeiros meses do ano, a inflação da Capital acumula 5,26%, bem acima do meta estabelecida pela CMN (Conselho Monetário Nacional), que é de 4,5% para doze meses, com possibilidade de atingir 6,5%.

Porém, conforme o IPCA, em 12 meses, a inflação na Capital chega a 8,57%, sendo a 8ª Capital a ter o índice da inflação mais alto, em comparação com agosto do ano passado.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Estatística e Geografia), entre os alimentos que contribuíram para conter a inflação de agosto, está a batata inglesa que ficou 8% mais barata e o feijão carioca, que passou a custar 5,60% a menos de julho para agosto. Mesmo assim, o feijão, que exerceu forte pressão nos últimos meses, acumula alta de 136,57% neste ano. Já a batata-inglesa aumentou 13,39% no ano.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions