A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

01/02/2015 16:45

Litro da gasolina chega a R$ 3,49 e motoristas fazem fila por preço antigo

Flávia Lima
Fila teve mais de 20 veículos durante o dia todo para garantir preço baixo da gasolina. (Foto:Alcides Neto)Fila teve mais de 20 veículos durante o dia todo para garantir preço baixo da gasolina. (Foto:Alcides Neto)

A elevação dos impostos federais, válidas a partir deste domingo (1), já provocou o aumento do preço da gasolina em alguns postos de Campo Grande. Três postos da bandeira BR visitados pela reportagem do Campo Grande News estão praticando o valor de R$ 3,49 o litro. O preço médio do combustível na Capital era de R$ 3,02 por litro e a expectativa é de que na maioria dos postos o combustível passe a custar R$ 3,40.

Veja Mais
Feira de negócios começa hoje na Capital, e velejador Lars Grael fará palestra
Bancários voltam a negociar reajuste e fim da greve nesta terça-feira

No entanto, alguns postos ainda trabalhavam neste domingo com o valor de R$ 3,02, porém o movimento de veículos era tranquilo. Esse preço pode ser verificado em estabelecimentos localizados nas avenidas Eduardo Elias Zahran e Afonso Pena. Para aproveitar o antigo preço e economizar ao menos na primeira semana do reajuste, motoristas fizeram fila em um dos postos que praticavam o valor abaixo da média, localizado na avenida Três Barras.

Segundo o frentista Elton Carneiro, desde às 6 horas da manhã o movimento é intenso no posto, que comercializa o litro do álcool a R$ 1,99 e o da gasolina a R$ 3,00. Ele calcula que em média passam pelo local de 300 a 500 veículos por hora. Durante o período em que a equipe do Campo Grande News permaneceu no local, a fila chegava a ter de 20 a 25 carros.

Apesar de criticarem o reajuste, alguns motoristas encararam com bom humor os R$ 0,20 a mais que terão que desembolsar por litro. Foi o caso do professor João Paulo Silva e do agente de escolta Adeilson dos Santos Silva.
João Paulo conta que notou o preço ao passar pela rua e decidiu entrar na fila para completar o tanque do seu Classic. Ele conta que consome um tanque por semana e que em média gastava R$ 120,00 para abastecer e que agora calcula uma faixa de R$ 140,00. O professor não vê muita vantagem nessa correria aos postos para garantir um preço menor, e leva na brincadeira o aumento.

“Com essa diferença que consegui economizar hoje não da nem para garantir a carne do churrasco, mas para um professor toda economia é bem vinda. Agora vou usar mais minha moto”, brinca. Já o amigo Adeilton disse que quem vai tirar maior vantagem é o proprietário da empresa de segurança onde ele trabalha. “Com certeza ele vai trazer os carros da frota para abastecer aqui. Só o carro que eu dirijo consome três tanques por semana”, destaca.

O jornalista Ariosto Mesquita e sua mulher, a empresária Claudia Aude Leite também aguardavam na fila para completar o tanque com o preço da promoção. Ele já havia abastecido seu carro e correu em casa para buscar o da esposa.“Coloquei 31 litros e vai dar para rodas uns 15 dias. É um pouco de ilusão, mas como estávamos passando por aqui, não custava nada entrar na fila”, diz.

Já o protético Silvio Schermonte conta que sempre abastece no posto porque mora no bairro próximo, mas não viu muita graça no reajuste. Ele reclama que a diferença de R$ 80,00 a mais que precisará desembolsar para completar o tanque do seu Corsa é o equivalente a três dias de alimentação. “Tudo isso acontece devido a má gestão do governo. Toda economia faz diferença no final do mês e está cada dia mais difícil fazer uma reserva”, afirma.

De acordo com o frentista Elton Carneiro, possivelmente o posto vai continuar praticando o valor de R$ 1,99 até esta segunda-feira (2). “Por enquanto não recebemos ordem do dono de subir o valor”, ressalta. O posto funciona até às 20 horas deste domingo.

Expectativa

A elevação do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) corresponderá a R$ 0,22 por litro da gasolina e R$ 0,15 por litro do diesel. A Cide (Contribuição para Intervenção no Domínio Econômico), que estava zerada desde 2012, será aplicada apenas em 90 dias. Depois desse prazo, o reajuste do PIS/Cofins cai para R$ 0,12 no preço da gasolina e R$ 0,10 no diesel.
Com a medida, o Governo espera receber R$ 12,2 bilhões, conforme estimativa do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, há duas semanas.

A Petrobras aumentou o preço da gasolina em 3% e do diesel em 5%, em novembro do ano passado. Com isso, o preço médio da gasolina que antes era de R$ 2,999 agora está em R$ 3,04 e o do diesel s500 que estava em R$ 2,70, passou para R$ 2,73, enquanto o diesel s10 que saia a R$ 2,90, com o reajuste ficou em torno de R$ 2,97, segundo a ANP.

O aumento de impostos sobre a gasolina vai gerar um encarecimento de pelo menos 7% para o consumidor final. O valor é estimado pelo governo e pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), mas os sindicatos que representam os revendedores acreditam em um reajuste maior.

O protético Silvio Schermonte diz que diferença de R$ 0,20 prejudica na economia mensal. (Foto:Alcides Neto)O protético Silvio Schermonte diz que diferença de R$ 0,20 prejudica na economia mensal. (Foto:Alcides Neto)
João Paulo Silva levou o aumento na esportiva e disse que ia gastar os centavos economizados em churrasco. (Foto:Alcides Neto) João Paulo Silva levou o aumento na esportiva e disse que ia gastar os centavos economizados em churrasco. (Foto:Alcides Neto)



O povo é tão acomodado que não percebe que esta sendo roubado, exemplos:
Em julho do ano passado o barril do petróleo era vendido no mercado internacional por 100 dólares e, veio caindo até aos atuais 40 dólares preço de hoje, ou seja, no mundo todo a gasolina teve o seu preço reduzido devido ao custo do barril do petróleo, e só aqui no Brasil que a gasolina está fazendo o inverso, subindo em vez de baixar.
 
wild em 01/02/2015 17:03:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions