A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

17/03/2014 21:46

Mantega diz que recuperação da economia mundial é incipiente

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje (17) que a recuperação da economia internacional não foi suficiente para estimular os países emergentes. “Essa recuperação, do meu ponto de vista, é ainda incipiente. É uma recuperação mais lenta do que gostaríamos, e ainda não é suficiente para estimular a retomada dos [países] emergentes. Nós estamos em um momento de transição, saindo de uma crise econômica e entrando em uma nova fase da economia internacional, em que ocorrem ajustes”, disse ele depois de se reunir com o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Jacob Lew.

Veja Mais
Mantega diz que crescimento do PIB este ano pode ser maior que em 2013
Aumento de impostos em 2014 não é descartado por Mantega

Segundo o ministro, a redução dos estímulos econômicos, que está sendo feita por diversos países, incluindo o Brasil e os Estados Unidos, cria um cenário internacional volátil. “Nós temos de nos acomodar à volatilidade [variação muito rápida] que esses movimentos têm causado”, destacou. “Temos alguma preocupação com a movimentação da China e de outros países emergentes. Temos que trabalhar ainda para enfrentar desafios importantes que estão no caminho da retomada da economia mundial”, acrescentou.

A situação da Ucrânia também foi tema do encontro. Mantega ressaltou que o país, que enfrenta uma crise política, pode receber auxílio do Fundo Monetário Internacional (FMI). “A Ucrânia tem uma situação econômica difícil. Ela é membro do Fundo Monetário. Portanto, ela está habilitada a receber recursos do fundo. Então, eu acredito, dentro das regras estabelecidas, [que] nós possamos organizar um programa de ajuda para a Ucrânia”, disse. O ministro brasileiro não comentou, no entanto, a defesa das sanções impostas à Rússia, feita, momentos antes, por Jacob Lew.

Segundo o secretário norte-americano, o governo dos EUA agiu em resposta a “ações provocativas” da Rússia. O presidente norte-americano, Barack Obama, decretou o congelamento dos bens de 11 altos representantes russos e ucranianos. “Nossas ações demonstram um foco ao responder à tentativa de debilitar o território e a soberania da Ucrânia. Nós estamos preparados para dar passos adiante, politicamente e economicamente, em resposta à crise”, declarou Lew.

De acordo com o secretário do Tesouro norte-americano, na situação emergencial pela qual a Ucrância passa, o FMI pode ter um papel importante para apoiar o país.

A província ucraniana da Criméia aprovou, em referendo, a reunificação do seu território ao da Rússia. Consulta popular antes condenada pelos EUA e pela União Europeia, que aprovaram medidas em resposta à ação.

Mantega diz que crescimento do PIB este ano pode ser maior que em 2013
O crescimento econômico em 2014 poderá ser um pouco maior do que o registrado no ano passado, quando o Produto Interno Bruto (PIB) registrou expansão...
Aumento de impostos em 2014 não é descartado por Mantega
Em teleconferência com jornalistas estrangeiros e analistas financeiros internacionais, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, não descartou a possibi...
Reabertura do Refis pode proporcionar receita de R$ 20 bilhões, diz Mantega
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou hoje (5) que a adesão dos empresários à reabertura do Programa de Recuperação Fiscal (Refis) da Recei...
Além de Freire, Guido Mantega demite outro por improbidade administrativa
Além do “supersecretário” de Alcides Bernal (PP), Gustavo Freire, o Ministério da Fazenda demitiu também Joelson Santana, envolvido em atos de probid...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions