A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

13/07/2016 15:26

Mercado de carro e moto 0km vê retração de 30% e culpa a crise

Mariana Castelar
De acordo com presidente da Fenabrave MS, Cristiano Gionco, um dos fatores da queda na aquisição de veículos é a falta de crédito da população  (Foto: Marcos Ermínio)De acordo com presidente da Fenabrave MS, Cristiano Gionco, um dos fatores da queda na aquisição de veículos é a falta de crédito da população (Foto: Marcos Ermínio)

Em um mês, o número de emplacamentos de motocicletas em Campo Grande caiu 11,46%, saindo de 471 em maio para 417 em junho. Se comparado ao mesmo mês de 2015, este ano a queda chega a 29,68%, conforme os dados divulgados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Veja Mais
Para diminuir fila, emplacamento será das 7h às 18h a partir de amanhã
Prazo para emplacamento de máquinas agrícolas é adiado

A queda também aconteceu em relação aos automóveis. De maio para junho, a retração chegou a 6,94%.

A desaceleração é ainda maior quando esta análise é realizada de junho de 2015 com o mesmo mês deste ano. Chega a 30,33%.

Para o presidente da Fenabrave-MS, braço estadual da federação, Cristiano Gionco, o setor teve um semestre ruim e a falta de crédito e de confiança na economia atual são alguns dos fatores que contribuem para este índice. “As pessoas estão empregadas, mas têm a sensação que estão desempregadas pro conta da oscilação do mercado”, explica.

Apesar de ser um bem durável e caro, Gionco reforça que a crise não é privilégio do setor automobilístico. ”O que temos sentido é o reflexo da desaceleração no mercado”, afirma o presidente da Fenabrave-MS.

No país, o emplcamaneto de motocicletas e carros também tiveram quedas de 18,56% e 20,37, respectivamente, se comparado junho do ano passado com o mesmo mês deste ano.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions