A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

14/07/2016 14:10

Mês de junho fecha com maior índice de inflação dos últimos oito anos

Ricardo Campos Jr.
Produtos de limpeza ajudaram inflação de junho a superar patamar histórico (Foto: Fernando Antunes)Produtos de limpeza ajudaram inflação de junho a superar patamar histórico (Foto: Fernando Antunes)

Com o aumento dos preços da habitação, vestuário e despesas pessoais, a inflação de junho em Campo Grande fechou em 0,42%, maior indicador para o mês desde 2008, quando ficou em 0,74%. Em comparação ao mês passado, porém, houve queda de 0,31 pontos percentuais, já que maio fechou com 0,73%.

Veja Mais
Inflação da Capital é a 7ª maior do país, influenciada pela alimentação
Inflação sobe 41% em 5 anos e dinheiro anda curto pra comprar até arroz e feijão

Os números são do IPC/CG (Índice de Preços ao Consumidor de Campo Grande) divulgados nesta quinta-feira (14) pelo Nepes (Núcleo de Pesquisas Econômicas) da Uniderp.

A inflação acumulada no primeiro semestre de 2016 é de 4,84%, acima do centro da meta estabelecida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) de 4,5%. Já o índice dos últimos doze meses aumentou de 9,43% para 9,47% graças aos indicadores de junho, mantendo-se acima do teto do Conselho, que é de 6,5%.

Segundo o coordenador do núcleo, Celso Correia de Souza, os números mostram que 2016 pode não fechar dentro do patamar de 7% previsto pelo governo.

No mês passado, conforme o Nepes, o grupo habitação teve alta de 0,41$ motivada pelos preços dos produtos de limpeza, principalmente cera para assoalho (2,15%), máquina de lavar roupa (1,72%), esponja de aço (1,64%). Em contrapartida, alguns itens dessa categoria ficaram mais baratos, como amaciante de roupas (-2,81%), álcool para limpeza (-1,57%), vassoura (-0,75%).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions