A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

25/01/2016 15:57

MRV vê debandada de pessoal, mas garante que vendas estão boas

Mariana Rodrigues
Funcionários chegaram a sair da empresa por conta das vendas baixas. (Foto: Gerson Walber)Funcionários chegaram a sair da empresa por conta das vendas baixas. (Foto: Gerson Walber)

A MRV Engenharia divulgou que houve um recuo de 7,1% nas vendas contratadas nos quatros últimos meses de 2015, em todo o país. Essa queda já é visível em Campo Grande, onde é possível notar muitos apartamentos fechados em condomínios da construtora. Porém, a empresa afirma que está contente com os resultados por aqui.

Veja Mais
Falta de operários atrasa obra e MRV paga indenização de R$ 3 milhões
Protesto denuncia 650 dias de atraso na entrega de residencial da MRV

Sem vender, alguns funcionários acabaram sendo orientados a deixar a empresa, já que a mesma alegou que não teria dinheiro para mandá-los embora. Ao Campo Grande News, um ex-funcionário afirma que acabou saindo da empresa devido as vendas baixas. Assim como ele, várias outras pessoas decidiram sair na mesma época.

O trabalhador que pediu para não ter a identidade divulgada, disse ainda que trabalhou por um ano e meio na empresa e saiu em agosto do ano passado. Ele contou que para garantir as vendas a construtora estava fazendo muitas ações para atrair compradores, com descontos no valor dos imóveis, por exemplo. "Tínhamos que ir atrás dos clientes e a maioria das vendas eram feitas por indicação de outros clientes", afirma.

Ainda conforme esse ex-funcionário, os pagamentos na empresa sempre foram feitos em dia, porém quando as vendas eram feitas o salário que eles recebiam não aumentava. "Quando conseguíamos vender eles só repassavam a comissão, não somavam com o salário", explica.

Em vários empreendimentos da MRV há apartamentos à venda. (Foto: Gerson Walber)Em vários empreendimentos da MRV há apartamentos à venda. (Foto: Gerson Walber)

Ele acredita que as vendas caíram após o Governo Federal passar a restringir crédito para o programa Minha Casa Minha Vida. "Ficou mais difícil para aprovar o crédito, como ficou mais burocrático o processo, acabou tendo uma parada nas vendas".

Resultados - De acordo com a divulgação da MRV, foi registrada queda de 7,1% nas vendas contratadas no quadrimestre de 2015, se comparado ao mesmo período do ano passado, ou seja, houve recuo de R$ 1,378 bilhão. Essas vendas somaram 8.8 mil unidades no quarto trimestre, queda de 10,7%. Porém a empresa está otimista e espera uma redução gradual nas anulações de contratos para o ano de 2016.

Segundo publicação do Valor Econômico, essa queda vem ocorrendo desde 2015, quando as vendas contratadas recuaram em 8,6%, para R$ 5,5 bilhões. Em contato com a assessoria da MRV, a mesma informou que não tem resultado de vendas setorizado por estado, portanto não é possível obter números de Campo Grande. A respeito do resultado geral, a companhia informou que está satisfeita com os números divulgados diante do cenário desafiador para o setor no ano em questão.

Polêmica - Considerada uma das maiores construtoras da América Latina, a MRV foi alvo de polêmica em 2013, após moradores reclamarem de atrasos para receber os apartamentos que foram comprados na planta.

Na época o Campo Grande News noticiou que a empresa estava demorando até dois anos para entregar o imóvel para o cliente. A empresa não informava o os motivos para o atraso e os compradores acabaram tendo que entrar na justiça para conseguir resolver o problema.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions