A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

26/10/2016 21:31

MS melhora desempenho e abre 1,3 mil vagas de trabalho em setembro

O resultado positivo foi possível em virtude das contratações da agropecuária

Anny Malagolini

Na contramão do cenário do país, Mato Grosso do Sul criou mais de 1,3 mil vagas de trabalhos formais e fechou o mês de setembro com saldo positivo, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados hoje (26) pelo Ministério do Trabalho.

Veja Mais
Dólar alto e passagens caras reduzem em 50% procura por pacote de viagem
Com quinta queda seguida, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,37

Foram 18.507 admissões contra 17.139 mil desligamentos, o que resultaram na variação positiva de 0,26 vagas ofertadas. Criação de 1.368 mil empregos. O resultado no Estado é contrário a situação do Brasil, que fechou 39,2 mil postos.

O resultado positivo foi possível em virtude das contratações da agropecuária, que abriu 439 vagas no último mês. Seguida do setor da construção, que apresentou 323 novos postos e do comércio, com 307 empregos a mais em relação ao estoque do mês de agosto.

A conjuntura atual, em comparação a setembro de 2015 apresenta significa melhora. Isso porque, naquele período, 2.815 vagas foram extintas. Na avaliação do ano, de janeiro a setembro, o Estado também apresentou um desempenho positivo. Foram 6,7 mil vagas formais a mais neste, em torno de 24 oportunidades por dia.

No último mês, 671 postos de trabalho foram criados. Três Lagoas foi a cidade que mais deu oportunidade de emprego no último mês e contratou 337 pessoas a mais,em relação ao mês de agosto. O número embora otimista, mostra que a retomada da economia tem sido lenta, prova disso é que as demissões continuam. Em Paranaíba, setembro fechou com 33 vagas a menos.

Últimos 12 meses - O histórico revela o fechamento de 2.496 postos de trabalho em Mato Grosso do Sul desde setembro do ano passado. As demissões somaram 240 mil, contra 238 contratações. Só o comércio foi responsável pela extinção de 2,4 mil vagas no período.

Com quinta queda seguida, dólar comercial fecha cotado a R$ 3,37
Com uma queda de 0,3% nesta sexta-feira (9), o dólar comercial fechou cotado a R$ 3,373 na venda. Essa foi a quinta queda seguida e com o menor valor...
Sindicato articula debate sobre reforma na Previdência no Congresso
Todas as coordenadorias estaduais do Sindicato Nacional dos Aposentados estão articulando junto aos representantes de seus estados no Congresso Nacio...
Recursos do FCO podem ser usados para pagar até impostos
O Sudeco (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste) aprovou nesta semana, mudanças nas do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions