A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

23/12/2015 15:32

Na Capital, calor e movimento no Centro exigem paciência antes do Natal

Liana Feitosa
Para quem ainda não garantiu presentes de final de ano e planeja encarar o sol forte e a multidão, é preciso paciência e pesquisa, aconselha a trabalhadora em serviços gerais Zilma Paniago. (Foto: Fernando Antunes)Para quem ainda não garantiu presentes de final de ano e planeja encarar o sol forte e a multidão, é preciso paciência e pesquisa, aconselha a trabalhadora em serviços gerais Zilma Paniago. (Foto: Fernando Antunes)

Véspera Natal, calor de 33°C e Centro da cidade cheio. Mesmo sem estar super lotado, o movimento é visivelmente maior na região central de Campo Grande nesta quarta-feira (23).

Veja Mais
Bancos funcionam normal até hoje e supermercados não abrem dia 25
Lojas do Centro atendem até às 22h e shoppings fecham às 23h hoje

Para quem ainda não garantiu os presentes de final de ano e planeja encarar o sol forte e a multidão, é preciso paciência e pesquisa, aconselha a trabalhadora em serviços gerais Zilma Paniago, de 50 anos.

Ela saiu do Jardim Itamaracá logo cedo para ir ao Centro em busca de presentes para os quatro netos. Ela separou cerca de R$ 500 para isso e garante que a peregrinação valeu a pena.

Boas compras - "Comprei de tudo e mais um pouco até", conta, comemorando, Zilma. "Comprei roupa, boneca pras meninas, carrinho pros meninos, até motoca pro netinho que nem anda ainda eu comprei. Aproveitei um moai meu que saiu agora e comprei bastante coisa", compartilha.

Questionada sobre voltar para casa de ônibus e com tanta sacola, logo disparou: "mas vamos voltar de táxi, tô podendo!", brinca a divertida Zilma.

 

A doméstica Lúcia Aparecida, de 47 anos (à direita), comprou brinquedos para os 7 netos. (Foto: Fernando Antunes)A doméstica Lúcia Aparecida, de 47 anos (à direita), comprou brinquedos para os 7 netos. (Foto: Fernando Antunes)

A mãe multitarefa Leidiane Santos também foi ao Centro pesquisar preços de presentes para as filhas, uma de 8 e outra de 10 anos. Trabalhando como chapeira, porteira e auxiliar de cozinha, ela não deixou o cansaço tomar conta e encarou a missão hoje.

Foco - "Vim já sabendo o que ia comprar. Os preços estão bons, tão valendo a pena, mas compensa pesquisar", aconselha. Ela saiu da região com várias sacolas, tudo para as duas meninas.

A doméstica Lúcia Aparecida, de 47 anos, comprou brinquedos para os 7 netos. Precisou pesquisar também, achou os preços razoáveis e garantiu que o dinheiro só permitia dar mimos para as crianças. "Os preços não estão super bons, não, mas deu pra comprar", finaliza.

As lojas do Centro atendem até às 22h hoje. Amanhã (24), na véspera do Natal, os estabelecimentos ficaram abertos até às 18h, conforme a convenção coletiva entre a Fecomércio (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul) e o Sindicato dos Comerciários.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions