A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

13/05/2016 13:25

Para atender consumidor exigente, lojas unem qualidade e preço baixo

Mariana Rodrigues
Na loja Bang!, os preços chamam a atenção do consumidor. (Foto: Fernando Antunes)Na loja Bang!, os preços chamam a atenção do consumidor. (Foto: Fernando Antunes)

O consumidor ficou mais exigente e não busca apenas por preços baixos, quer peças com qualidade e que estejam na moda. Na região Central de Campo Grande, essa tendência que antes era seguida apenas pelas lojas de departamento, hoje se espalhou e pequenos estabelecimentos comerciais se adaptaram a investir em tendência e preço.

Veja Mais
Clientes deixam compra de presente para a véspera e lotam lojas do Centro
Perfil muda e lojas com preços populares tomam conta do Centro

Na loja de moda feminina Gabriella Araujo, localizada na rua 14 de Julho entre a Cândido do Mariano e Maracaju, os preços de algumas peças variam de R$ 29,99 até R$ 69,99. A loja existe há seis anos, e conforme a sócia-proprietária, Marielce Aparecida Araújo, 35 anos, o lucro em cima de cada peça é pequeno, mas os gastos que ela tem também são poucos. “Hoje em dia o consumidor está procurando o preço e a qualidade, então pra gente trabalhar tem que ter os dois, o consumidor não compra mais só por que é barato, ele quer qualidade no produto”, afirma.

As roupas vendidas na loja de Marielce são adquiridas em São Paulo, e de acordo com ela, em sua loja é possível montar um look completo por menos de R$ 50. “Temos tricot a partir de 29,99 e saias a partir de R$ 19 na loja, ou seja, a cliente sai daqui com duas peças por menos de R$ 50”.

Na loja Gabriella Araujo, o tricot tem preços que cabem no bolso dos consumidores. (Foto: Fernando Antunes)Na loja Gabriella Araujo, o tricot tem preços que cabem no bolso dos consumidores. (Foto: Fernando Antunes)

“Apesar da loja ser pequena, nosso diferencial com relação as lojas de departamento, é que não trabalhamos com muitas peças repetidas”, explica ela, que comenta ainda que a crise atrapalhou um pouco as vendas e que o consumidor está mais retraído para comprar. “Com a crise, diminuiu a quantidade de cliente na loja e o poder de compra. O pessoal está com pé atrás, com medo de gastar”, diz.

Na loja Donna, que fica na Rua 14 de Julho, quase esquina com a Dom Aquino, a proprietária Gabriela Pael, 25 anos, trabalha há três com esse ramo de Fast Fahsion. Em seu estabelecimento comercial, há peças que vão desde R$ 29 até R$ 85. “Nós trabalhamos com camisas de alfaiataria com preços de até R$ 79,99”, diz.

“Nossas roupas vêm de São Paulo e Paraná, temos um lucro menor no valor da peça, mas conseguimos lucrar pela quantidade vendida”.

Gabriela comenta que a moda é para todos, e para que isso seja possível, é necessário que os preços sejam acessíveis para todos os públicos. “Quando se pensa em preço baixo, logo as pessoas pensam nas lojas de departamento, mas que geralmente o preço sai mais caro, devido aos juros do cartão da loja”.

Roupas que parecem de grife, são encontradas com preços bem em conta na Loja Donna. (Foto: Fernando Antunes)Roupas que parecem de grife, são encontradas com preços bem em conta na Loja Donna. (Foto: Fernando Antunes)

“Além disso, nos oferecemos facilidades para o consumidor, parcelamos as compras sem juros, inclusive as peças que estão na promoção”, acrescenta.
Na loja Bang!, localizada na Avenida Afonso Pena, o consumidor pode encontrar peças a partir de R$ 25. “Essas peças sempre são bem procuradas, pois os clientes buscam valores acessíveis e querem seguir as tendências de moda”, diz Natan de Oliveira.

Na loja Dotz, também na Avenida Afonso Pena, a vendedora Ana Carolina, diz que está saindo muito as peças de tricot, que são tendência desta estação. "As peças custam a partir de R$ 25 e os clientes procuram muito, tanto que já teve época em que vendemos tudo em uma mesma semana", acrescenta.

Ela fala que na loja ainda é possível encontrar calça montaria por R$ 59,90, saias por R$ 29. "Temos várias peças com preços bem mais em conta, é possível encontrar todo o tipo de roupa que está na moda com preços bem baratos", finaliza.

 

Na Dotz, o consumidor pode encontrar peças a partir de R$ 29. (Foto: Fernando Antunes)Na Dotz, o consumidor pode encontrar peças a partir de R$ 29. (Foto: Fernando Antunes)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions