A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

03/02/2015 18:02

Para bancar programas sociais, conta de luz terá outro reajuste de 20%

Priscilla Peres

Quem já está preocupado com o reajuste de energia pode preparar o bolso para mais um aumento que a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) propôs hoje. Além dos quase 40% que a conta de energia deve subir esse ano por causa das termoelétricas, existe essa nova tarifa de quase 20% para os estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Veja Mais
Negociação pode por fim a greve dos bancários que completa 22 dias hoje
Feira de negócios começa hoje na Capital, e velejador Lars Grael fará palestra

Segundo informações do Jornal Hoje, a Aneel disse hoje que precisa de R4 23 milhões par abancar programas sociais e que esse valor precisará ser repassado aos consumidores, já que o governo Federal não vai dar a ajuda de R$ 9 milhões do Tesouro Nacional.

O aumento de 19,97% para Sul, Sudeste e Centro-Oeste e de 3,89% para o Norte e Nordeste fazem parte da proposta da Aneel para orçamento do fundo setorial CDE (Conta de Desenvolvimento Energético).

Segundo a relatoria do diretor Tiago de Barros Correia, a CDE só tem R$ 2,75 bilhões para pagar as despesas com programas setoriais do setor elétrico que somam R$ 25,961 bilhões. Esse valor terá de ser pago pelos consumidores e será usado para bancar despesas como programas sociais como o Luz para Todos, ajudar famílias de baixa renda a pagar conta de luz, também comprar combustíveis para abastecer termelétricas do norte do país e pagar indenizações a empresas.

Detalhes desse projeto e a data de início da cobrança serão definidos em audiência pública com a população que acontece de hoje até o dia 13 de fevereiro. A CDE foi criada pela Lei nº 10.438/2002 com o objetivo de promover a competitividade da energia produzida a partir de fontes renováveis.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions