A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

07/11/2015 19:12

Para economizar, consumidor deixa de abastecer com etanol após reajuste

Mariana Rodrigues
Com o reajuste, o etanol deixou de ser vantajoso e está perdendo espaço para a gasolina. (Foto: Gerson Walber)Com o reajuste, o etanol deixou de ser vantajoso e está perdendo espaço para a gasolina. (Foto: Gerson Walber)

Com reajuste de 7,5% no valor do etanol no Estado, que começou a valer desde o dia 1º deste mês, o consumidor está deixando de abastecer com o combustível e tem procurado outras formas para economizar na hora de encher o tanque do carro.

Veja Mais
Reajuste passa a valer e etanol é vendido com variação de R$ 0,25
Até setembro deste ano, etanol vendeu 63% a mais do que no ano passado

Em um posto localizado na Rua 26 de Agosto, em Campo Grande o reajuste já foi repassado pelo consumidor desde sábado passado. Antes custava R$ 2,49 agora passou a custar R$ 2,59.

“Agora deixou de ser vantajoso para o cliente abastecer com álcool, aqui mesmo no posto, a maioria abastece só com gasolina”, conta o frentista Clarindo Costa Moscialo.

Eder Renato de Oliveira, 27 anos, encarregado de obra, conta que está caríssimo o valor do biocombustível, tanto que ele passou a abastecer só com gasolina e para economizar ainda mais, durante a semana ela vai trabalhar de ônibus. “Só uso carro nos finais de semana, porque os ônibus são mais lentos”, diz.

Para Paulo Gomes, 68 anos, motorista, o preço está fora do normal e não compensa mais abastecer. “Se continuar subindo do jeito que está, vai passar a gasolina, eu mesmo só abasteço com gasolina agora, depois de tantos reajustes”.

Para Paulo Gomes, é mais vantajoso abastecer com gasolina. (Foto: Gerson Walber)Para Paulo Gomes, é mais vantajoso abastecer com gasolina. (Foto: Gerson Walber)

A bancária Fernanda Alves Correa, 25 anos, também comenta o aumento do etanol, já que era uma opção para o consumidor. “Não compensa mais, é melhor a gasolina”.

Reajuste- O aumento foi anunciado pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) no final do mês passado é válido para todo Mato Grosso do Sul. Com isso, o preço do litro do etanol sobe 7,5%, perdendo competitividade em relação à gasolina.

Segundo o conselho, o biocombustível será comercializado a R$ 2,48 e, a gasolina, a R$ 3,49. A mudança também vale para o diesel comum, que passa a custar R$ 2,99 e, para o diesel S10, que sobe para R$ 3,11.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions