A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

11/12/2014 17:37

Para fortalecer psicultura, entidades se unem e lançam projeto

Liana Feitosa
Organizamos esse tipo de produção para explorar o grande potencial do Estado, disse titular da Seprotur. (Foto: Marcos Ermínio)"Organizamos esse tipo de produção para explorar o grande potencial do Estado", disse titular da Seprotur. (Foto: Marcos Ermínio)

Para organizar, regulamentar e estimular as atividades de psicultura em Mato Grosso do Sul, produtores rurais foram treinados e, hoje (11), receberam certificados durante o 1º Encontro Regional de Psicultura do Estado. O treinamento é resultado do projeto Peixe Vida, uma iniciativa de inclusão e de desenvolvimento da cadeia produtiva do Estado, como explicou Paulo Engel, titular da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo).

Veja Mais
Paralisação dos bancários completa 20 dias sem previsão de término
Entre a novidade e a decadência, quadrilátero é retrato do comércio

"Esse programa tem uma importância fundamental para a cadeia produtiva do Estado. Não estamos muito avançados, mas estamos no caminho", afirmou. "Não dá dúvida de que o Peixe Vida trará benefícios não só econômicos, para produtores e para Mato Grosso do Sul, mas também benefícios sociais. Nosso trabalho foi organizar esse tipo de produção para explorar o grande potencial do Estado", completou.

Engajados - Atualmente, Mato Grosso do Sul conta com 800 psicultores, sendo 25 certificados pelo Sebrae/MS (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Mato Grosso do Sul). A instituição ofereceu, e ainda fornece, consultorias, treinamentos e orientações através de seus técnicos, ensinando a prática do cultivo e do manejo desse tipo de produção.

Mato Grosso do Sul tem 800 psicultores, sendo 25 certificados pelo Sebrae/MS. (Foto: Marcos Ermínio)Mato Grosso do Sul tem 800 psicultores, sendo 25 certificados pelo Sebrae/MS. (Foto: Marcos Ermínio)

"Colocamos esses produtores em contato com técnicos especialistas no assunto, com experiência fora do Estado, para que eles conhecessem as técnicas utilizadas em todo o pais, possibilitando uma estrutura forte para que os produtos da psicultura do Estado sejam largamente comercializados", detalha Marcus Rodrigo de Farias, gerente de agronegócios do Sebrae/MS.

Produção - Ao todo, 6 mil toneladas de pescado foram produzidas no Estado durante este ano. "Esse é o número oficial, mas essa quantia é de cerca de 10 mil toneladas, já que existem registros que não acabam entrando nas estatísticas oficiais", explica o superintendente de Pesca, César Moura.

"Esse índice é 30% maior do que a produção do ano passado, no entanto, o potencial do Estado é muito maior. Temos como crescer muito ainda", garante. "Prova disso é que nosso estado vizinho, Mato Grosso, colhe 70 mil toneladas de pescado por ano e ainda usa tecnologia de Mato Grosso do Sul", segundo o superintendente. O número, para ele, indica a vocação de Mato Grosso do Sul para a psicultura.

Para auxiliar no atendimento aos produtores, automóveis foram cedidos pelo Governo do Estado a algumas cidades, como foi o caso de Dourados, Laguna Carapã, Mundo Novo e Campo Grande. A entrega simbólica foi feita durante o encontro de psicultura, que aconteceu na tarde de hoje no auditório do Sebrae/MS.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions