A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

21/01/2016 12:21

Pela primeira vez, MS termina o ano com fechamento de 11 mil empregos

Renata Volpe Haddad
O setor de Indústria de Transformação perdeu em 2015 quase seis mil postos de trabalho. (Foto: Portal Três Lagoas)O setor de Indústria de Transformação perdeu em 2015 quase seis mil postos de trabalho. (Foto: Portal Três Lagoas)

No ano passado em Mato Grosso do Sul, foram fechados 11.561 postos de trabalhos sendo o pior ano da série histórica. Só em Campo Grande, foram 2.670 demissões, conforme o balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego).

Veja Mais
Futuro dos Empregos e a programação de computadores nas escolas
Frigorífico inaugura nova unidade com promessa de 100 novos empregos

Os setores que mais contribuíram para a retração foram o da Indústria de Transformação com fechamento de 5.919 empregos, Construção Civil com 3.205 demissões, Serviços com diminuição de 2.005 postos de trabalho e Comércios com queda de 2.253 vagas.

Durante o ano, o único setor que apresentou aumento de empregos foi o da Agropecuária com geração de 1.885 postos de trabalho. Em um ano, Serviços Industriais de Utilidade Pública criou 143 postos de trabalho.

Para o superintendente regional do Ministério de Trabalho e Emprego de Mato Grosso do Sul, Yves Drosghic, a atual situação deve-se a recessão que o país vive. "O PIB do Brasil caiu 3% e apesar de Mato Grosso do Sul apresentar o pior número em 12 anos, ainda estamos melhores em relação a outros Estados, pois o agronegócio nos fortalece muito e a recessão maior é em cima das indústrias", avalia.

Conforme o superintendente, a situação tende a melhorar a partir do 2º semestre de 2016, já que pode haver contratações devido as Olimpíadas e eleições. "Neste ano, está em votação ajustes fiscais e isso depende do Governo Federal, e mesmo o ano não sendo como gostaríamos, a partir do segundo semestre a tendência é melhorar, já que teremos olimpíadas e eleições", afirma.

Setor de Serviços perdeu mais de dois mil postos de trabalho. (Foto: Gerson Walber/ Arquivo)Setor de Serviços perdeu mais de dois mil postos de trabalho. (Foto: Gerson Walber/ Arquivo)

Campo Grande criou em 2015, 5.648 postos de trabalho e fechou 8.318 empregos, uma perda de 2.670 vagas. Dourados perdeu 629 postos de trabalho, sendo que contratou em 2015, 1.908 funcionários e criou 1.279.

Corumbá perdeu 211 postos de trabalho no ano passado, sendo que gerou 248 empregos e demitiu 459 funcionários.

Aquidauana e Coxim foram os únicos municípios que fecharam com saldo. Aquidauana gerou 180 postos de trabalho e fechou 164. Coxim contratou em 2015 241 funcionários e demitiu 177.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions