A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

14/01/2016 10:20

Pesquisa mapeia viajantes que dizem gostar e indicar pontos turísticos

Priscilla Peres
Parque das Nações é o principal ponto turístico de Campo Grande. (Foto: Divulgação Governo MS)Parque das Nações é o principal ponto turístico de Campo Grande. (Foto: Divulgação Governo MS)

O sul-mato-grossense sai satisfeito dos pontos turísticos que visita no Estado e indicaria esses locais para os amigos conhecerem. Esse é um dos aspectos levantados pela pesquisa “As preferências dos sul-mato-grossenses nos seus destinos turísticos”, aplicada ano passado nos municípios de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas e Corumbá.

Veja Mais
Com dólar alto, ecoturismo de MS deve crescer mais 15% este ano
Estado se torna destino de 15 empresas internacionais em evento de turismo

Realizada em parceria entre a Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul) e a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), a pesquisa entrevistou 600 sul-mato-grossenses de ambos os sexos e de diferentes faixas etárias e graus de instrução. Dos entrevistados, 78% já visitou destinos turísticos do Estado, sendo que os mais apreciados são fáceis de prever: 22% já foi a Bonito; 19% visitou Ponta Porã; 18% esteve Campo Grande e 12% conhece Corumbá.

Do universo que viaja pelos atrativos locais, soma 90% os que se disseram satisfeitos ou muito satisfeitos com a viagem e, na mesma proporção, também indicariam o roteiro para pessoas conhecidas. “O sul-mato-grossense viaja diferente do turista que vem de fora: ele não compra pacote, vai de carro e normalmente fica na casa de amigos. E temos atrativos mais acessíveis, como os balneários em Bonito, por exemplo”, avalia o diretor de Desenvolvimento do Turismo e Mercado da Fundtur, Jeancarlo de Lima Merighe.

De fato, a pesquisa apontou que a maioria de nossos viajantes usa automóvel como meio de transporte (77%) e que a maior parte (52%) teve um gasto médio de até R$ 788, ou um salário mínimo, para viajar. Em relação ao tempo de permanência, 52% ficam mais de quatro noites.

Em âmbito nacional, a região mais visitada pelos sul-mato-grossenses é a Sudeste, com 32% das respostas, seguida da região Centro-Oeste, com 30%. O Sul fica em terceiro, com 19% das preferências, e o Nordeste vem logo depois, com 15%. Em viagens fora do Estado, 61% declarou que gastou até R$ 2.364,00, ou três salários mínimos.

Segundo o diretor da Fundtur, esta foi a primeira pesquisa realizada para mapear o comportamento tanto do viajante doméstico como do turista que vem ao Estado também. O objetivo é elaborar o Observatório de Turismo da Fundtur, compilando dados que servem para estabelecer diretrizes de fomento da atividade turística no Estado, a exemplo do que já é feito nos municípios de Corumbá e Bonito.

Da parcela dos 22% que não visitaram nenhum local, 30% alegaram preços muito altos. Em Campo Grande, as entrevistas foram realizadas no Shopping Campo Grande e no Mercadão Municipal; em Dourados, no Shopping Avenida Center e na Feira Central e em Três Lagoas e Corumbá, na Agência Central dos Correios. A pesquisa contou com apoio técnico da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions