A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

25/02/2014 11:10

Pesquisa mostra que 36% vão pular Carnaval longe de Campo Grande

Aline dos Santos
Para moradores, Carnaval da cidade é fraco.  (Foto: Cleber Gellio)Para moradores, Carnaval da cidade é fraco. (Foto: Cleber Gellio)

Sair da cidade vai ser a opção de como aproveitar o Carnaval de 35,9% dos campo-grandenses. De acordo com pesquisa, divulgada nesta terça-feira pela Fecomércio (Fundação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), a maioria, 29, 6%, vai para municípios do Estado. A preferência é por Rio Verde, Bonito e Corumbá. Outros 25,7% vão viajar para fora de Mato Grosso do Sul. O gasto médio dos viajantes será de R$ 230.

Veja Mais
Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina

Por outro lado, a maioria dos campo-grandenses, 64,1%, vai mesmo é ficar em casa e longe da folia. Segundo o pesquisador da Anhanguera/Uniderp, José Francisco dos Reis Neto, fatores econômicos influem na pouca disposição carnavalesca.

Ele explica que quando o Carnaval é em fevereiro, as pessoas ainda estão no ritmo das férias e dispõe de um pouco do décimo terceiro salário. Em 2014, a festa será em março e grande parte das pessoas recebe no quinto dia útil, portanto, depois da festividade.

Neste cenário, o impacto para a economia é considerado pequeno. De acordo com o levantamento, a movimentação em quatro dias será de R$ 47,6 milhões. “É inexpressivo diante das outras datas festivas. O Dia dos Namorados em Campo Grande bate isso”, afirma o pesquisador.

A pesquisa também aponta que 55,7% dos campo-grandenses não gostam de Carnaval e 80,9% não costumam ir aos bailes em clubes. Os desfiles das escolas da Capital só atraem 6% dos entrevistados. Sobre o que pretende fazer no Carnaval, 17,6% responderam que vão descansar em casa.

As outras atividades preferidas são passear com amigos e ler livros. Outros 5% vão aproveitar o período de festa para orações e retiro espiritual. Este é o primeiro levantamento divulgado pela Fecomércio sobre o Carnaval.

Do ponto de vista dos empreendedores, a economista Regiane Dedé de Oliveira afirma que já há um ponto para ser detalhado nos futuros levantamentos. De acordo com ela, 33,7% escolheram a opção outras quando questionados sobre qual tipo de música gostam de ouvir no Carnaval.

A opção desbancou axé, marchinha, pagode, samba e sertanejo. “A opção ‘outras’ teve um percentual alto. É preciso sondar melhor para ver os gostos”, diz. Desta forma, o estilo musical pode ser oferecido pelo setor de entretenimento.

“É preciso renovar isso daí. Poderia movimentar hospedagem, restaurante, supermercado, bar. Em vez de ficar em casa”, salienta o pesquisador.

A pesquisa foi realizada entre os dias 13 e 14 de fevereiro, com 400 entrevistas. O levantamento foi elaborado por meio de parceria entre Fecomércio, Uniderp/Anhanguera e Fundação Manoel de Barros.

Segurança e descanso – Para o campo-grandense os riscos de ir para a rua e a vontade de descansar são fatores que o distanciam da folia. “A segurança é precária. Aquela avenida Fernando Côrrea, Deus me livre”, afirma o taxista Jailson Borges, de 37 anos.Ele conta que também desistiu da festa em clubes e, neste Carnaval, o destino deve ser Rio Verde.

“Não sou contra, mas não gosto nenhum pouco. Campo Grande não é cidade de Carnaval, é muito fraco”, avalia o taxista Francisco Deon, de 49 anos.

Cuidadora de idosos, Cristiane Ferreira, de 31 anos, diz que só pensa na folga. “Trabalho segunda, quarta e sexta. Vinte e quatro horas. Sinceramente, não quero nem saber de Carnaval”, diz.

Índice sobe 6% e Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas
Campo Grande tem 177 mil pessoas endividadas, sendo que 13% não terão condições de pagar suas contas. O índice medido pelo IPF/MS (Instituto de Pesqu...
MS vai receber missão técnica do Chile em frigoríficos de carne bovina
Inspeções federais de outros país no Brasil pode abrir novos mercados para exportação. Chile, Cuba e Bolívia já tem data marcada para suas missões e ...
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions