A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

26/11/2015 11:02

Pesquisa mostra que mais de 60% vão pagar presentes de Natal à vista

Priscilla Peres
Movimento de clientes no Centro e decoração das lojas ainda é tímida. (Foto: Gerson Walber)Movimento de clientes no Centro e decoração das lojas ainda é tímida. (Foto: Gerson Walber)

Pesquisa revela que 83,67% dos campo-grandenses tem intenção de fazer compras neste Natal, gastando entre R$ 51 e R$ 100. Entre os presentes mais escolhidos estão as peças de vestuário, segundo o levantamento feito pelos cursos de Administração e Ciências Contábeis da Universidade Estácio de Sá.

Veja Mais
Décimo-terceiro em dia anima comércio que havia se preparado para o pior
Guarda Municipal vai auxiliar policiamento especial de Natal com 400 homens

O levantamento entrevistou 502 consumidores de Campo Grande e concluiu que apenas 16,33% não tem pretensões de fazer compras neste fim de ano. O percentual de pessoas dispostas a gastar aumentou 3 pontos percentuais este ano, quando comparado ao mesmo período de 2014.

Como acontece quase todos os anos, 38% dos entrevistados vão optar por presentes de vestuário, 16% brinquedos, 15% perfumes ou cosméticos, 8% calçados, 7% eletroeletrônicos e 4% viagem.

A grande maioria dos entrevistados (66%) vai optar pelo pagamento à vista, enquanto apenas 34% vão parcelar as compras. A coordenadora da pesquisa Profa. Yasmin Casagranda explica que este ano aumentou consideravelmente o número de interessados em pagar a vista.

"O aumento é de 4 pontos percentuais em relação ao ano passado e isso significa que as pessoas estão evitando fazer novas dívidas. Pode ser que elas tenham se preparado este ano para usar o dinheiro do 13° para essas compras", explica a professora.

Ela também chama a atenção para a pretensão de valor a ser gasto com o presente. Este ano, 40% vão gastar entre R$ 51 e R$ 100, 26% entre R$ 101 e R$ 200 e 11% entre R$ 201 e R$ 305. A grande diferença é que no ano passado havia uma parte da população disposta a gastar R$ 800, que esse ano não existe. "As pessoas diminuíram também o valor do presente".

Entre os locais de compra, 42% informaram que preferem os shoppings, 39% optam pelas lojas do Centro e apenas 6% vão fazer compras pela internet.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions