A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

05/11/2015 14:20

Preço da cesta básica sobe quase 4% em novembro, mostra Procon

Pesquisa mensal também encontrou variação de 34,23% entre a cesta mais barata e a mais cara na segunda maior cidade de MS

Helio de Freitas, de Dourados
Macarrão mais uma vez está entre produtos com maior variação de preço (Foto: Arquivo)Macarrão mais uma vez está entre produtos com maior variação de preço (Foto: Arquivo)

O preço médio da cesta básica formada por 28 itens de primeira necessidade subiu quase 4% em novembro em Dourados, a 233 km de Campo Grande, mostra pesquisa mensal feita pelo Procon. De acordo com o levantamento realizado nesta quarta-feira nos dez principais supermercados da cidade, a alta foi de 3,92% em relação ao valor médio da cesta básica do mês anterior.

Veja Mais
Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto

A pesquisa, divulgada nesta quinta-feira, revela mais uma vez uma grande variação de preços entre os produtos mais caros e mais baratos e também entre o valor médio da cesta básica (com os 28 itens juntos), que pode ser encontrada por R$ 97,30 no supermercado do shopping da cidade e por R$ 130 em um hipermercado de rede nacional.

De acordo com o Procon, foram encontrados 16 produtos com diferença superior a 100% entre o estabelecimento com menor e o maior preço.

O macarrão teve a diferença de 280,58% e o alho de 100, 84%. Já a batata apresentou diferença de 140,70%, o extrato de tomate de 216,33 %, a cebola de 183,11%. O papel higiênico continua sendo o campeão, com variação de 394,57% entre o estabelecimento com menor preço e o estabelecimento com o maior preço.

Gol lança ofertas semanais de passagens aéreas
Para atrair novos passageiros e fidelizar seus clientes, as companhias aéreas garantem preços e condições de pagamento especiais. Cada empresa define...
Mais de 6 mil consumidores saíram da lista de inadimplentes em agosto
Em agosto, 6.144 contribuintes de Campo Grande saíram do cadastro de inadimplentes. O número é 38,5% maior que o de julho, quando 4,4 mil pessoas rec...
Prefeitos vão a Brasília para cobrar liberação de R$ 13 mi em recursos
O repasse do FEX (Fundo de Auxílio aos Estados e Municípios Exportadores) ainda não foi feito em 2016 pelo Governo Federal e as prefeituras de Mato G...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions