A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 29 de Setembro de 2016

16/03/2016 17:42

Preço de peixe varia até 200%; nos ovos de Páscoa oscilação chega a 90%

Mariana Castelar
Conforme pesquisa do Procon/MS, ovos podem variar até 93,31% (Foto: Divulgação/Assessoria)Conforme pesquisa do Procon/MS, ovos podem variar até 93,31% (Foto: Divulgação/Assessoria)

O mês não está bom para as finanças do campo-grandense. Com números assustadores, o Procon/MS divulgou nesta quarta-feira (16) que o preço do do quilo Bacalhau do Porto pode variar até 203,65%. O produto foi encontrado por R$ 32,90  e R$ 99,90. Já o Filé de Pintado do Pará pode custar de R$ 15,90 até R$ 45,99, uma diferença de 189,25%. A média do preço dos peixes é de R$ 65,52 e R$26,22, respectivamente.

Veja Mais
Movimento sobe 15% e peixarias esperam vender o dobro na Páscoa
Passado o Carnaval, ovos de Páscoa começam a ganhar espaço nas lojas

De acordo com o Procon/MS, é importante sempre verificar se o peixe apresenta uma carne firme, olhos salientes e brilhantes, guelras avermelhadas e escamas que não soltem facilmente. Já os pescados secos como o bacalhau, não podem ter manchas úmidas ou avermelhadas, nem umidade, o que pode indicar presença de bactérias. Se o sal grosso estiver se desprendendo, isso significa que o bacalhau não está úmido.

E para os pais, as notícias pioram ainda. A Superintendência mostrou que a mesma quantidade de chocolate pode ter uma diferença de preço de R$58,90. Segundo o levantamento realizado pelo órgão, uma caixa de bombom, com 400 gramas, pode ser encontrada por R$ 7,89, enquanto o ovo de páscoa mais barato, com o mesmo peso, sai por R$ 66,80.

Se a comparação foi feita com Ovos de Páscoa, essa variação chega a 93,31% de uma loja para a outra, onde é possível encontrar de R$ 21,08 a 40,75 o mesmo produto.

Por conta da alta diferença nos preços, a superintendente do Procon/MS, Rosimeire Cecília da Costa, orienta o consumidor a considerar o peso dos ovos ao invés da numeração.

“Cada empresa possui uma numeração de seus ovos, mas o peso é único. O consumidor deve ficar atento, pois um ovo número 15 do ano passado, pode estar com menos peso esse ano, ou seja, quem olhar só para o tamanho pode ficar no prejuízo”. As duas pesquisas foram realizadas de 7 a 10 de março em diversos estabelecimentos da Capital




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions