A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

27/10/2014 14:45

Prefeito diz que investimentos serão proporcionais à receita do IPTU

Priscilla Peres
Prefeito afirma que reajuste ainda está em fase de discussão. (Foto: Marcos Ermínio) Prefeito afirma que reajuste ainda está em fase de discussão. (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), afirmou que o valor de reajuste do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) "está sendo discutido com carinho" e que os investimentos no município serão proporcionais a arrecadação de 2015.

Veja Mais
Contribuinte tem até dia 31 para negociar IPTU com desconto nos encargos de 70%
Após repercussão de 32%, prefeitura prevê reajuste de até 16% no IPTU

Olarte destaca que há três anos não há aumento real no valor do IPTU. "É sempre bom observar que em dois anos não houve correção monetária e no ano passado só aumento da inflação. Estamos com o IPTU totalmente defasado", diz.

Desde o fim do mês passado, a equipe econômica da prefeitura tenta chegar a um acordo sobre o valor de aumento do IPTU para o próximo ano. Foram realizados estudos técnicos e a decisão está sendo tomada em acordo com o vereadores da Capital.

" A construção tem que ser feita coletiva, sempre lembrar que todas as nossas ações tem uma reação", afirma o prefeito ao se referir sobre a previsão de que o reajuste seja menor do que o estimado pela equipe econômica.

A equipe chegou a afirmar que o reajuste ideal seria de 32%, mas apresentou proposta de 23% aos vereadores, que foi contestada e rejeitada. A decisão deve ser tomada no próximo dia 30, em uma nova reunião, onde a proposta ficará entre 15% e 20%.

"Se nós queremos benefícios e serviços, precisamos ter fonte de receita, se nós temos fonte de receita vai ser o tamanho do volume das soluções que vamos prestar para a população. Se nós diminuirmos nossa fonte de receita, nós vamos trabalhar dentro do que temos", ressalta Olarte.




Da onde saiu a ideia que ano passado não houve aumento do IPTU? Falaram que em media ficou igual à inflação, mas não conheço ninguém que tinha aumento de menos que isso. E conheço muita gente que teve aumento bem maior (o nosso por exemplo foi aumentado em 36%, sem melhorias na casa ou no bairro). Tanto que MPE e defensoria publico entraram com ações contra o aumento disfarçado. Onde está um site onde a gente pode conferir a arrecadação estimada e realizada em 2013 e 2014? Achei que a lei da transparência obrigava a prefeitura a publicar estes dados. Sem informações confiáveis e em tempo real este pais continuará um "Nova Cuba", infelizmente. A população (e a imprensa!) tem que cobrar explicações com mais insistência.
 
Marc em 27/10/2014 21:44:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions