A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

07/12/2015 13:37

Prefeitura só vai negociar em março dívida de R$ 200 mi com fornecedores

Caroline Maldonado
Previsão é negociar dívida só a partir de março, segundo secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Disney de Souza Fernandes (Foto: Caroline Maldonado)Previsão é negociar dívida só a partir de março, segundo secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Disney de Souza Fernandes (Foto: Caroline Maldonado)

A dívida com fornecedores e prestadores de serviço da Prefeitura de Campo Grande chega a R$ 200 milhões e a administração não terá condições de pagar ainda neste ano. A previsão é começar a estruturar um plano de negociação e parcelamento dos pagamentos, somente a partir de março de 2016.

Veja Mais
Dívida em atraso da prefeitura com fornecedores supera R$ 80 milhões
Fornecedores cancelam entregas e Santa Casa pode suspender serviços

A estimativa é do o secretário de Planejamento, Finanças e Controle, Disney de Souza Fernandes. “Esse deficit que a gente herdou ainda não foi superado. Tem aquela previsão de uma dívida a ser administrada na ordem de R$ 200 milhões. Essa é a dívida que estamos procurando resolver em termos de auditagem e a medida que seja esclarecida, há possibilidade de negociação com os fornecedores e parcelamento dessa dívida”, comentou.

Conforme o secretário está sendo feita auditagem e o foco agora é nos gastos com ações emergenciais, como recuperação de vias, coleta de lixo e merenda escolar. “São essas as coisas mais importantes que estamos tendo de despesas e ano que vem poderemos negociar com os fornecedores, a medida que tenha condições de caixa. A partir de março poderemos ter uma solução”, disse.

No dia 10 de setembro, o prefeito suspendeu por 90 dias todos os pagamentos de obras, fornecedores e prestadores de serviço. Ficaram de fora apenas os compromissos relacionados a prestação de serviço nas áreas de saúde, educação, assistência social, além dos pagamentos determinados por medida judicial. A medida é para reordenar as finanças do município, além de fazer revisão de todos os contratos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions