A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

21/05/2014 11:30

Prefeitura vai dar dois meses de prazo para renegociação de dívida fiscal

Viviane Oliveira e Luciana Brazil
Secretário de Receita, Ricardo, disse que vai ser uma ação em conjunto para beneficiar empresários que estão inadimplentes com o município. (Foto: Marcos Ermínio)Secretário de Receita, Ricardo, disse que vai ser uma ação em conjunto para beneficiar empresários que estão inadimplentes com o município. (Foto: Marcos Ermínio)

Uma reunião nesta manhã no gabinete do prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), discutiu as medidas que vão ser adotadas para ampliar a arrecadação municipal, que ficou travada no ano de 2013, na administração de Alcides Bernal (PP), que foi cassado pela Câmara dos Vereadores.

Veja Mais
Com R$ 1,3 bi a receber de impostos, prefeitura busca opções para arrecadar mais
Prefeitura lançará Refis para receber R$ 300 milhões da dívida ativa

Uma das ações discutida no encontro foi a implantação do PPI (Programa de Pagamento Incentivado), uma espécie de Refis, que tem o objetivo de conceder facilidades para que as empresas liquidem a dívida com o município. A dívida dos contribuintes chega a R$ 1,3 bilhão, no entanto, a Prefeitura pretende recuperar pelo menos R$ 300 milhões.

De acordo com o secretário Municipal de Receita, Ricardo Vieira Dias, serão dois meses de facilidade para os empresários quitarem as dívidas junto ao município. “Será uma ação em conjunto que vai envolver secretárias como a Semadur (Secretária Municipal de Meio Ambiente), Sepanflic (Secretaria de Planejamento Finanças e Controle), Secretária de Receita e a Procuradoria Jurídica do Município.

Para facilitar o acesso dos empresários, será montada no plenário da Prefeitura uma central de atendimento. Ainda conforme o secretário, a ação vai começar em julho e terminar em agosto.

Quanto aos tipos de facilidade, o secretário ressaltou que ainda estão sendo avaliados os benefícios que serão oferecidos durante a ação. O PPI vai facilitar o pagamento de alguns tributos como o ISSQN (Imposto de Serviço Sobre Qualquer Natureza), multas, taxas, débitos fiscais e não fiscais. O setor econômico empresarial será o primeiro beneficiado com o programa. O secretário afirma, que a partir de agora a Prefeitura vai ser mais rígida no controle fiscal.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions