A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 25 de Setembro de 2016

07/12/2015 17:17

Prefeitura vai usar os R$ 30 mi em caixa para pagar servidores no dia 18

Renata Volpe Haddad e Antônio Marques
Bernal paga 13º salário integral no dia 18 de dezembro para 43% dos servidores. (Foto: Fernando Antunes)Bernal paga 13º salário integral no dia 18 de dezembro para 43% dos servidores. (Foto: Fernando Antunes)

A Prefeitura de Campo Grande vai usar os R$ 30 milhões que tem em caixa para poder pagar o 13º salário integral para 43% dos servidores municipais no dia 18 de dezembro. Os demais terão que esperar até 15 de janeiro para receber o abono completo.

Veja Mais
Prefeitura depende de IPTU adiantado e inadimplentes para pagar 13° salário
Bernal realiza reunião para definir se decreta estado de emergência

Segundo o prefeito Alcides Bernal (PP), devem receber o 13º salário os funcionários que ganham até R$ 2 mil sendo que o valor a ser recebido é integral. Já para o servidor que ganha acima deste valor, recebe 50% do salário extra.

Sobre os outros 50%, o prefeito afirma que a diferença será paga em janeiro. "Quem ganha até 2 mil vai receber integralmente no dia 18 de dezembro. Quem ganha R$ 4 mil ou R$ 6 mil ou R$ 8 mil, também recebem no mesmo dia, porém 50% do décimo terceiro. A diferença vai ser paga no dia 15 de janeiro”, detalhou.

Para concluir o pagamento do 13º salário dos servidores, a prefeitura está contando com as arrecadações dos inadimplentes e de contribuintes que antecipem o pagamento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) de 2016.

Se os contribuintes aderirem ao desconto para quitação antecipada, o Executivo terá como cumprir o compromisso com os servidores no dia 15 de janeiro de 2016.

Com relação ao prazo de 72 horas dado pelo juiz Marcelo Ivo, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, para se manifestar a respeito do mandado de segurança impetrado pelo Sisem, o prefeito alegou que vai responder ao juiz, assim que receber a intimação e vai explicar como é a atual situação financeira do município. "Não adianta querer tirar dinheiro de onde não tem, o importante é garantir o pagamento”, afirmou.

Bernal declarou ainda que estranha que o presidente do Sisem (Sindicato de Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande), Marcos Tabosa, não reclamava quando Gilmar Olarte estava no governo.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions