A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

01/07/2014 10:15

Proposta prevê até 2% do ISS para investir no turismo

Caroline Maldonado
Prefeito disse que vai estudar a proposta, mas garantiu uma resposta positiva (Foto: Cleber Gellio)Prefeito disse que vai estudar a proposta, mas garantiu uma resposta positiva (Foto: Cleber Gellio)

Representantes do setor de turismo de Campo Grande entregaram, hoje (1º), ao prefeito Gilmar Olarte (PP), proposta de um projeto de lei que pede o direcionamento de 1% ou 2% do ISS (Imposto Sobre Serviços) para o fundo municipal do turismo. O prefeito disse que vai estudar as possibilidades, mas garantiu acompanhar o encaminhamento da proposta, dando aval para sua aprovação na Câmara de Vereadores.

Veja Mais
Vereadores estudam proposta para alavancar turismo na Capital
Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue

Se a proposta for aprovada, serão repassados entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, mensalmente, para a implementação de um plano municipal de turismo, já que a receita do ISS arrecada aproximadamente R$ 20 milhões por mês. 

Segundo a diretora-presidente da Fundtur (Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul), Nilde Brum, somente no último mês, em virtude da Copa do Mundo, houve um aumento de 30% no movimento de turistas no Estado. “Isso mostra que a cidade é uma referência, além disso vamos ter o aquário do pantanal que vai trazer ainda mais turistas”, destacou.

A proposta é do Comtur (Conselho Municipal de Turismo), que reúne 25 entidades, dentre elas dez públicas e quinze privadas. Os representantes lembram que o setor traz benefícios significativos pra a acidade e portanto merece atenção do poder público.

De acordo com a coordenadora da Câmara Empresarial de Turismo de MS, Walkiria Capusso, o setor está otimista com o apoio do prefeito, pois é a primeira vez em vinte anos, idade do Comtur, que algum prefeito participa de uma reunião sinalizando o apoio ao setor.

“A maior parte da receita advém do comércio e de serviços e o turismo beneficia muito esses setores, então o fundo vai dar um norte para estruturarmos um plano de turismo na cidade”, afirmou Walkiria.

A reunião do Comtur, ocorrida na Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), contou ainda com estudantes de Turismo da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), alunos da professora Daniela Suttili Garcia, que integra o Comtur.

Bancos repetem proposta de reajuste de 7% e negociação prossegue
A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e o Comando Nacional dos Bancários retomaram a 9ª rodada de negociações nesta quarta-feira (28) em São Paul...
Após segunda queda consecutiva, dólar fecha cotado a R$ 3,22
O dólar comercial inverteu o movimento no final da tarde, após operar em alta durante quase toda a sessão. A moeda norte-americana fechou esta quarta...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions