A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

26/11/2014 16:51

Queixas aumentam e OAB vai à Justiça contra "cai-cai" na telefonia

Priscilla Peres
Presidente da Ordem explica que advogados precisam do serviço para trabalhar. (Foto: OAB/MS)Presidente da Ordem explica que advogados precisam do serviço para trabalhar. (Foto: OAB/MS)

Neste ano, os sul-mato-grossenses protocolaram quase 3 mil reclamações no Procon/MS contra o serviço prestado pelas operadoras de telefonia. O número é 11,77% maior que no ano passado e para tentar solucionar os problemas a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil) ingressou com ação civil pública contra as empresas que atuam no Estado.

Veja Mais
Ministério Público abre inquérito para investigar serviço de telefonia móvel
Pane em sistema de telefonia tira serviço 192 do Samu do ar durante 4h

Desde a semana passada, as quatro operadoras de celular também têm sido alvo de investigação do MPE/MS (Ministério Público Estadual), tanto em Campo Grande quanto em Bonito - distante 257 km da Capital, devido a má qualidade do serviço prestado aos seus clientes.

De acordo com estatísticas do Procon/MS deste ano, a operadora Claro é líder em reclamação (56,80%), a Vivo a segunda (26,24%), a Tim em terceira (10,22%) e a Oi em quarto (6,74%). Porém, nesse mesmo período comparado a 2013, a quantia de reclamações contra a Vivo cresceu 43,25% enquanto que contra a Claro apenas 6,54%. A Tim teve 7,47% de aumento nas reclamações e contra a Oi caíram 19,11%.

Em 2014, o Procon recebeu 1.499 reclamações sobre a cobrança indevida/abusiva, 283 em relação ao cancelamento de serviço, 264 sobre acesso ao serviço, 139 sobre resolução de demandas e 136 sobre cobrança abusiva mediante constrangimento ou ameça.

Em reação as reclamações de advogados e população de todo o Estado, a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) informou hoje que ingressou com ação civil pública na Justiça Federal contra as operadoras de telefonia e internet Claro, GVT, Oi, Tim e Vivo.

O presidente da OAB/MS, Julio Cesar Souza Rodrigues, explica que os serviços de telefonia e internet são essenciais para o trabalho dos profissionais, que tem encontrado grandes dificuldades tanto na Capital quanto nos municípios do interior do Estado e que a medida é uma forma de cobrar melhorias no atendimento.

“Na ação civil pública constam reclamações de indisponibilidade de serviço, recusa na prestação de serviço, vício de qualidade, ausência de resposta e excesso de prazo para solução de problemas, inexistência de aviso prévio para suspensão de serviços, cobranças indevidas ou abusivas, e restrição de prestação de serviços no interior do Estado".

A Ordem tem 31 subseções em municípios do interior e 78 salas de atendimento aos advogados, e tem recebido constantes reclamações dos serviços prestados nas unidades. “O que requeremos é o cumprimento do Código de Defesa do Consumidor e das inúmeras resoluções da Anatel”, destaca o presidente.

Ministério Público abre inquérito para investigar serviço de telefonia móvel
O MPE/MS (Ministério Público Estadual) está investigando a qualidade do serviço das quatro operadoras de telefonia móvel que atuam em Mato Grosso do ...
Pane em sistema de telefonia tira serviço 192 do Samu do ar durante 4h
O serviço 192 do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) está há quase quatro horas sem funcionar. De acordo com o coordenador do Samu, Eduar...
MPE dá 15 dias para Vivo melhorar a prestação de serviços
A operadora Vivo tem 15 dias para melhorar o serviço de telefonia móvel em Dourados - distante 233 km de Campo Grande, de acordo com determinação da ...



A OAB poderia entrar com uma ação contra os " Direitos Humanos " Defendido por Advogados contra os verdadeiros Humanos , que nada né melhor se envolver em outros casos , "Direitos Humanos" da lucro . outros casos da Mídia .
 
JEFF em 27/11/2014 08:36:09
A Claro é a pior de todas, ligação cai, internet não funciona, peguei e fiz portabilidade para a Vivo, vamos ver daqui pra frente.
 
wild em 26/11/2014 20:31:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions