A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 01 de Outubro de 2016

09/12/2014 17:26

Receita põe 16,4 mil declarações de MS na malha fina e adia restituição

Caroline Maldonado

A Receita Federal reteve 16.486 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física relativo a 2014 na malha fina, em Mato Grosso do Sul. O número representa 4,32% das 19.658 declarações enviadas, que totalizam restituição de 22.365.387,90.

Veja Mais
Último lote do IR paga R$ 22,3 milhões para 19,6 mil contribuintes em MS
Com investimentos de US$ 80 milhões, JBS inaugura unidade no Paraguai

Desse total, 12.412 caíram na malha fiscal, o que significa que omitiram rendimentos. Outros 1.312 contribuintes ficaram na malha cadastral, pois apresentam erros no cadastro da declaração e 2.762 caíram na malha débito, pois já devem ao Leão, segundo o delegado da Receita Federal em Campo Grande, Flávio de Barros Cunha.

Aqueles que tiveram as declarações retidas devem acessar o E-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte), área do site da Receita Federal que contém todas a informações necessárias aos contribuintes. Quem caiu na malha débito receberá uma carta de notificação e deve se manifestar, caso não o faça a Receita faz a compensação.

O E-CAC fica pode ser acessado no canto superior esquerdo no site www.receita.fazenda.gov.br. Os contribuintes que já têm assinatura digital podem acessar a partir desse recurso e os demais entram na área por meio de cadastro feito ali mesmo. A Receita federal tem ainda um aplicativo para tablets e smarthphones que facilita consulta a declarações de IR e situação cadastral no CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Conforme o delegado, o percentual de declarações retidas está em patamar similar aos últimos anos e já era esperado. “Agora, os contribuintes vão começar a se auto-regularizar, vão tomar conhecimento do motivo de ficarem retidos e grande parte das declarações é retificada e vai saindo da malha”, esclarece o delegado.

O número de declarações retidas apenas por erro cadastral representa 6,6% do total. Esses também devem acessar o E-CAC para fazer as retificações necessárias e sair da malha. “O que ajuda muito são as informações contidas no site. Acredito que o E-CAC está ajudando muito o contribuintes, pois é uma página que está sendo constantemente aprimorada”, avalia Flávio.

Brasil - Em todo o país, foram retidas 937.939 declarações, das quais 740.760 são de imposto a restituir; 174.301 de imposto a pagar e 22.878 sem saldo de imposto a pagar ou a restituir.

O sétimo lote de restituição do imposto de renda será liberado na próxima segunda-feira (15). A restituição ficará disponível no banco durante um ano, de acordo com a Receita Federal.

Se o contribuinte não sacar o dinheiro no prazo de um ano deverá fazer requerimento pela internet, por meio do Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF (Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física).

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deve procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. Contribuintes de capitais devem ligar para 4004-0001 e os de demais localidades para 0800-729-0001. O número especial exclusivo para deficientes auditivos é o 0800-729-0088.

Último lote do IR paga R$ 22,3 milhões para 19,6 mil contribuintes em MS
O sétimo lote de restituição do imposto de renda estará disponível na próxima segunda-feira (15). O lote referente aos exercícios de 2008 a 2014 de 1...
Dólar comercial fecha a semana em alta e cotado na venda a R$ 3,25
Apesar do dólar ter fechado em queda de 0,12% no dia, e cotado a R$ 3,252 na venda, a moeda norte-americana fechou a semana com uma leve alta de 0,14...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions