A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 28 de Setembro de 2016

29/02/2016 10:36

Reinaldo acredita que empréstimo de R$ 2,9 bi saia no segundo semestre

Priscilla Peres e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja acredita que o empréstimo de R$ 2,9 bilhões para renegociar a dívida com a União, seja viabilizado no 2º semestre deste ano. (Foto: Fernando Antunes)Reinaldo Azambuja acredita que o empréstimo de R$ 2,9 bilhões para renegociar a dívida com a União, seja viabilizado no 2º semestre deste ano. (Foto: Fernando Antunes)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) acredita que o empréstimo de R$ 2,9 bilhões para renegociar a dívida com a União, seja viabilizado no segundo semestre deste ano. Ele acredita que nos próximos meses consiga apresentar a proposta ao Banco Mundial e assinar o contrato do empréstimo.

Veja Mais
União autoriza MS a fazer empréstimo de R$ 2,9 bi para pagar juros de dívida
Governo aguarda aval para captar empréstimo de US$ 930 milhões

Em entrevista hoje, durante a troca de comando da Polícia Militar, o governador comentou que o processo é realmente demorado, mas deve desenrolar este ano. "Por isso ainda não foi concretizado, mas já temos o aval da União", disse.

No último dia 15, o governo federal autorizou o governo do Estado a emprestar US$ 734,5 milhões, ou R$ 2,915 bilhões, do banco internacional para pagamento da dívida ativa com a União, que hoje soma R$ 7,8 bilhões.

O montante do empréstimo é para pagar parte do que o Estado deve e renegociar a dívida com foco em juros menores. Com isso, sobraria recurso para investir em infraestrutura. "Além de refinanciar a dívida e investir em mais de 1 mil km de novas rodovias, recapeamento e reestruturação da malha viária", disse o governador.

Segundo ele os editais para as obras já estão sendo preparados, o que vai agilizar o processo quando o empréstimo for efetivado. Segundo a União, a contratação da operação de crédito externo o Governo do Estado deverá atender os critérios de portaria de 2012 do Ministério da Fazenda, que definiu novas regras de análise da capacidade de pagamento e risco de concessão de garantia aos Estados e municípios.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions