A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 30 de Setembro de 2016

09/05/2016 08:20

Reinaldo reclama que juros da dívida com a União são "agiotagem oficial”

Aline dos Santos
Azambuja acredita em diálogo, mas condena juros extorsivos. (Foto: Chico Ribeiro/Assessoria)Azambuja acredita em diálogo, mas condena juros extorsivos. (Foto: Chico Ribeiro/Assessoria)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) acredita em negociação para fim do impasse sobre a discussão da dívida dos Estados, mas critica os juros praticados. “O que não dá é para continuar com os juros extorsivos. É agiotagem oficial”, diz. Na manhã desta segunda-feira (dia 9), o governador participou de entrevista no jornal Bom Dia MS, da TV Morena.

Veja Mais
Governadores se reúnem para traçar proposta de renegociação da dívida
STF adia decisão sobre dívida e pede acordo entre estados e União

No mês passado, Mato Grosso do Sul e outros Estados obtiveram liminares no STF (Supremo Tribunal Federal) para impedir a aplicação de sanções previstas em caso de inadimplência da dívida com a União.

“Acredito na negociação pelas vias do Poder Judiciário, União e governo do Estado. Avançar numa flexibilização de milhões de impostos e transformar em investimentos nas áreas prioritárias”, afirma o governador.

Depois de emitir as liminares, o STF concedeu 60 dias para que os Estados entrem em acordo com o governo federal para pôr fim ao impasse em torno do pagamento de suas dívidas com a União. Se não houver solução, o Supremo voltará a analisar o cálculo que definirá o montante a ser pago.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions