A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

29/11/2016 15:30

Sindicato estima que 70 funcionários serão remanejados após mudanças

Renata Volpe Haddad e Elci Holsback
Em forma de protesto, agência do Banco do Brasil nos altos da Afonso Pena não terá atendimento aos clientes nesta terça-feira (29). (Foto: Renata Volpe)Em forma de protesto, agência do Banco do Brasil nos altos da Afonso Pena não terá atendimento aos clientes nesta terça-feira (29). (Foto: Renata Volpe)

Cerca de 70 funcionários do Banco do Brasil devem ser remanejados, após o fechamento de três agências em Campo Grande, segundo o Sindicato dos Bancários. A superintendência do banco tem até o dia 9 de dezembro para finalizar e apresentar os trâmites da transição para os funcionários.

Veja Mais
Bancários protestam hoje contra fechamento de agências na Capital
Sem informações sobre fechamento de agências, consumidores acionam Procon

O presidente da entidade, Edvaldo Franco Barros, explica que ainda não há nenhuma definição sobre o destino dos trabalhadores. "O que há no momento é incerteza, cobramos mais transparência nessa transição, pois, ainda não há posicionamento sobre quantos funcionários devem ser aposentados e quantos serão remanejados para outras agências", afirma.

Ainda de acordo com o sindicato, a realocação de funcionários pode acarretar em sobrecarga de trabalho, transferências de município e comprometimento no atendimento ao público, o que, para o sindicato também é situação indefinida e prejudicial aos colaboradores, como avalia o secretário de Assuntos Jurídicos a entidade Orlando de Almeida Filho.

"Os funcionários das agências que serão fechadas querem ficar em Campo Grande, pois têm famílias aqui. Outro fator são os salários, pois muitos cargos de comissão serão extintos, fazendo com que eles voltem a receber apenas pelo concurso de ensino médio, por exemplo".

As agências fechadas na Capital à partir de 2017 são a da Rua 13 de Maio, a Afonso Pena (Parque das Nações) e a Chácara Cachoeira. Em Corumbá uma agência também será fechada. Outras quatro serão transformadas em postos de atendimento: a agência da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Rio Negro, Dourados e Ponta Porã. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions