A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

18/08/2015 17:15

Umidificadores de ar somem das lojas após procura aumentar até 500%

Mariana Rodrigues
Com as vendas em alta, o produto já está em falta na maioria das lojas. (Foto: Marcos Ermínio)Com as vendas em alta, o produto já está em falta na maioria das lojas. (Foto: Marcos Ermínio)

Com clima seco, a procura por umidificadores de ar tem aumentado significativamente em Campo Grande. O produto que ajuda a manter a umidade relativa do ar nos níveis recomendados para o ser humano, registrou aumento nas vendas de até 500% no mês de agosto, com isso o produto está em falta na maioria das lojas da Capital.

Veja Mais
Frente fria traz chuva ao Estado e alívio para a sensação de tempo seco
Com tempo seco, venda de água mineral cresce 50% nas distribuidoras

Segundo Nilton Oliveira, gerente da loja Romera do Centro, não há mais umidificadores de ar na loja, nem no estoque. "Está em falta, estamos esperando a fábrica mandar mais para atender a demanda que está grande", conta. O preço do umidificador varia de R$ 99 o pequeno com capacidade para dois litros e R$ 149, o grande com capacidade para cinco litros.

Na loja City Lar, Roberto Costa, conta que o produto é sazonal, pois os consumidores só lembram de comprá-lo nos meses de estiagem. Em sua loja as vendas aumentaram 80%, o que fez com que o estoque de umidificadores acabasse em pouco tempo. "Vendemos todo o estoque e os produtos que estavam no mostruário. Já fizemos pedido de reposição e estamos aguardando a chegar", comenta.

Com relação ao preço, Roberto diz que mesmo com a grande demanda, o valor do umidificador continua o mesmo com relação ao ano passado, custando em média R$ 99. "Não teve reajuste, está a mesma média de preço do ano passado", conta.

Sem os umidificadores, o ventilador tem sido a opção mais barata escolhida pelos clientes. (Foto: Vanessa Tamires)Sem os umidificadores, o ventilador tem sido a opção mais barata escolhida pelos clientes. (Foto: Vanessa Tamires)

Em outra grande rede de lojas de móveis e eletrodomésticos da Capital, o gerente pediu para não ser identificado, mas disse à reportagem do Campo Grande News que o produto está em falta desde o começo do mês, quando o tempo começou a ficar mais seco devido a falta de chuvas.

Outras opções - Sem o umidificador, quem está ganhando a preferência dos clientes nas lojas são os climatizadores de ar. Apesar do preço mais salgado, as funções são basicamente as mesmas, já que é um ventilador com um reservatório de água que deixa o ar mais úmido. "Mesmo com o preço mais caro, a procura pelo climatizador é maior com relação ao ventilador, devido as suas funções", comenta Nilton. 

Segundo o gerente da Romera, o ventilador teve aumento de 30% nas vendas e o climatizador de 20%, já o ar condicionado teve pouca procura em nossa loja. Os ventiladores estão mais em conta, com preços que variam de R$ 69 a R$ 189, dependendo do tamanho, e o climatizador é o que apresenta o preço mais caro, sendo comercializado entre R$ 300 a R$ 500, dependendo da marca.

Na City Lar as vendas dos condicionadores de ar aumentaram em cerca de 20%, e ventiladores 50% em média. "O ar condicionado não é mais um artigo de luxo e simum produto de extrema necessidade, as pessoas estão comprando bastante, tanto para os carros quanto para casa, tanto que nossa vendas subiram", finaliza.




Será que as pessoas pesquisaram 3 minutos na internet pra saber que isso não faz diferença nenhuma?
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 19/08/2015 08:03:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions