A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Setembro de 2016

12/09/2014 14:35

Usina de etanol de milho apresenta projeto para unidade em MS

Priscilla Peres

A diretoria da BioUrja do Brasil Agroindústria que pretende construir uma usina de etanol de milho em Chapadão do Sul - distante 321 km de Campo Grande, fará uma apresentação do projeto da indústria no dia 17 de setembro na Capital.

Veja Mais
Greve dos bancários chega ao 19º dia com 144 agências sem atendimento
FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano

A primeira indústria de fracionamento de milho de Mato Grosso do Sul vai absorver a produção regional do grão, como matéria-prima para a produção de etanol hidratado e anidro, além de fazer o processamento de farelo de milho de alto valor proteico (Dries Destilled Grain with Solubles - DDGS), produção de Dióxido de Carbono (CO2) e cogeração de energia.

A BioUrja do Brasil Agroindústria é uma empresa integrante do Grupo BioUrja, que foi constituído em 2011, com a finalidade de promover investimentos na produção de etanol no Brasil, especialmente em Mato Grosso do Sul. Os empreendedores têm a intenção de utilizar no Brasil a mesma tecnologia de produção de etanol utilizada das usinas americanas e assim promover uma maior organização da cadeia do milho.

Mato Grosso do Sul foi escolhido por ser um dos grandes produtores brasileiros de milho, tendo grande disponibilidade dessa matéria-prima para a planta industrial do Grupo. Em Chapadão do Sul, a BioUrja estima utilizar na operação da usina, 343 mil toneladas de milho por ano, o que seria equivalente a 4,6% da produção do Estado na safrinha do ciclo 2013/2014.

A principal vantagem da utilização do milho na produção de etanol está no fato de o grão produzir mais sacarose e álcool, ou seja, uma tonelada de milho rende 400 litros, enquanto a mesma quantidade de cana-de-açúcar produz 90 litros.

A apresentação do plano será realizada no dia 17 de setembro a partir das 17h30, na sede da Fiems (Federação da Indústria de Mato Grosso do Sul).

FCO amplia acesso para empresas que faturam até R$ 16 milhões por ano
Foi aprovado nesta semana pelo Ceif (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis) do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) ...
Dólar comercial fecha a semana em queda e cotado a R$ 3,24
Após duas altas seguidas do dólar comercial durante a semana, a moeda norte-americana fechou nesta sexta-feira (23) cotado a R$ 3,247 na venda e com ...
Desemprego desacelara, e MS cria mais 1.077 vagas de trabalho em agosto
Mato Grosso do Sul abriu 1.077 empregos formais a mais no mês de agosto -equivalentes ao acréscimo de 0,21% -, em relação ao estoque de assalariados ...



Isso ta parecendo Informe Publicitário.
Deixou de mencionar as desvantagens de produzir álcool com milho.
Utilizar um produto já muito consumido, como o milho, que é alimento humano e ração animal, para produção de combustível.
Isso causará uma pressão para elevar o preço do produto.
Um erro de decisão estado-unidense, e que esta sendo trazido nós.
 
Romeu Luitz em 12/09/2014 15:38:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions