A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

14/08/2014 11:38

Vendas do comércio varejista cairam 0,7% em MS no mês de junho

Caroline Maldonado
Material de construção estão entre os que registraram maior queda nas vendas (Foto: Marcelo Victor)Material de construção estão entre os que registraram maior queda nas vendas (Foto: Marcelo Victor)

As vendas do comércio varejista continuam em queda, de acordo com pesquisa feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em junho, a redução foi de 0,7 % nas vendas em relação ao mês anterior. Em maio, já havia sido vendido 0,6% a menos em relação a abril. A diminuição nas vendas justifica as reclamações dos lojistas de diversos setores de que o consumidor está procurando gastar menos.

Veja Mais
Em 2014, vendas cresceram só 0,07% em relação ao ano passado
Com tantos dias sem movimento, comércio tem queda nas vendas

O resultado da pesquisa segue a tendência nacional, pois o varejo no país também registrou queda de 0,7%. Dentre os 22 Estados que registraram volume menor de vendas, Mato Grosso do Sul é o 17º. Tocantins lidera a lista com queda de 8,23%, seguido do Amazonas, com 4,6% a menos e Goiás, que registrou 4% a menos nas vendas.

De acordo com o IBGE, dos dez setores pesquisados, dois apresentaram resultado superior ao do trimestre anterior, são eles outros artigos de uso pessoal e doméstico e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo.

Apenas cinco Estados apresentaram bom desempenho nas vendas neste mês, conforme a pesquisa do IBGE. São eles, Paraíba queteve alta de 3,9%, Maranhão, com alta de 1,6, Rio de Janeiro, com 0,5%, Rondônia com 0,2% e Roraima com 0,1%. Com isso, o comércio varejista ampliado (varejo e as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção) recuou pelo segundo mês consecutivo, tanto em volume de vendas (-3,6%), quanto em receita nominal (-3,4%), ambas as taxas em relação a maio, com ajuste sazonal.

As demais atividades registraram variações inferiores ao trimestre anterior, são elas material de construção, veículos, motos, partes e peças, combustíveis e lubrificantes, livros, jornais, revistas e papelaria, artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, equipamentos e material para escritório, informática e comunicação, móveis e eletrodomésticos e tecidos, vestuário e calçados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions