A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 27 de Setembro de 2016

12/05/2014 17:00

Vendas para o Dia das Mães frustram comércio em Campo Grande

Marta Ferreira
Comércio de Campo Grande acredita que a maioria das pessoas comprou para as mães presente de valor baixo. (Foto Marcos Ermínio)Comércio de Campo Grande acredita que a maioria das pessoas comprou para as mães presente de valor baixo. (Foto Marcos Ermínio)

Tradicionalmente a segunda data em vendas para o comércio, o Dia das Mães de 2014 fechou com resultados que acendem uma luz de alerta para o setor em Campo Grande. O principal termômetro usado para medir o desempenho das vendas, aos consultas ao SCPC (Serviço de Proteção ao Crédito) tiveram uma redução de 4,9% no período de 5 a 11 de maio, na comparação com o período de 6 a 12 de maio de 2013. A consulta ao serviço é feita, apenas, quando a venda é no crediário, que indica redução nas vendas a prazo.

Veja Mais
Dia das Mães lota lojas do centro e vendas aumentam até 15%
Comércio abre 1,8 mil empregos temporários com Dia das Mães

Na véspera da data comemorativa, a queda nas consultas foi ainda mais expressiva, de 16,11%, conforme os dados informados pela ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), que administra o serviço. No período de 5 a 11 de maio, o número de consultas foi de 12.685 este ano, contra 13.281 na mesma época de 2013. Na véspera da data, em 2014 foram 1.385 consultas, enquanto em 2013 foram 1.651.

Embora os números traduzam apenas as vendas a prazo, o presidente da Associação Comercial, João Carlos Polidoro, diz que eles coincidem com as impressões colhidas de lojistas. “O relato que temos é de que a data foi quase como um dia comum de vendas e que, no máximo, empatou com o ano passado”.

Clima ruim para vendas - Ao fazer a leitura do comportamento do consumidor, Polidoro afirma que há vários fatores que intimidaram compras de maior valor. “O endividamento das famílias é grande, o crédito está caro, a inflação está sendo sentida a cada visita ao supermercado e as projeções são de uma economia com crescimento menor este ano”, elenca.

Em razão desses fatores, a impressão que os lojistas têm, segundo Polidoro, é que as mães até ganharam mimos dos filhos, mas com valores menores. "Poucas foram as sortudas que ganharam presentes de maior valor. Foram mais lembrancinhas", acredita.

A próxima data com vendas significativas para o comércio é o Dia dos Namorados, data para a qual o comércio de Campo Grande projetou uma campanha conjunta com o Dia das Mães, prevendo sorteio de três viagens para Porto Seguro.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions